Participamos do

Chuvas no Litoral de Fortaleza já superam em 54% média histórica para o mês de maio

Até esta sexta-feira, 14, a região da Capital apresentou média de 228,5 mm de volume de precipitações - enquanto a média para o mês é de 148,4 mm
20:01 | Mai. 14, 2021
Autor Domitila Andrade
Foto do autor
Domitila Andrade Repórter Esportes
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Nos primeiros 14 dias de maio, a média de chuvas registradas no Litoral de Fortaleza já superam em 54% a média climatológica histórica de todo o mês. Até esta sexta-feira, 14, a região da Capital apresentou média de 228,5 mm de volume de precipitações - enquanto a média para o mês é de 148,4 mm. Os dados são da a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme). A média para o período também foi superada, em 37,1%, na região do Maciço de Baturité: com 187,1 mm, enquanto o volume histórico é de 136,5 mm. A situação do Ceará como um todo, no entanto, é menos favorável. O estado está até agora com média de 81,6 mm , quando a média para o mês é de 90,6 mm - 9,9% menor.

Por outro lado, na Região do Cariri, no sul do estado, choveu em média apenas 16 mm, ou seja 74,9% abaixo da normal climatológica mensal. "Em relação ao reservatórios, cabe observar que a irregularidade na distribuição das chuvas mostra que as bacias do Salgado e do Alto Jaguaribe, importantes para os nossos maiores açudes, Castanhão e Orós, foram as que receberam menos chuvas nesses primeiros dias de maio. Na bacia do Salgado, as chuvas acumuladas estão 65% abaixo da média climatológica, e no Alto Jaguaribe o volume de chuvas está 49% abaixo da média", explica Meiry Sakamoto, gerente de Meteorologia da Funceme.

De acordo com a fundação, 122 municípios (de 155 informados) tiveram registros de precipitações no Ceará entre as 7h de quinta, 13, e 7h de ontem, 14. O maior registro foi feito em Aquiraz com precipitações de 61 mm, seguido por Mulungu com 58 mm e Itapiúna com 57 mm.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Já a capital cearense, Fortaleza, amanheceu com chuvas pelo segundo dia seguido, nesta sexta-feira, 14. As precipitações trouxeram uma variação de temperatura mais amena na região, entre 31° e 23°. O registro da precipitação de chuva na região é de 32 mm, segundo o posto Água Fria.

Conforme Sakamoto,  a boas chuvas são "devido a uma condição de baixa pressão atmosférica observada sobre o oceano". "É o que os meteorologistas chamam de cavado, que favorece as nuvens de chuva. Vale observar que atualmente, a Zona de Convergência Intertropical encontra-se posicionada em torno de um grau ao norte da linha do Equador e, por isso, não tem influenciado as condições de chuva no estado", apontou.

Clique na imagem para abrir a galeria

10 maiores chuvas por posto no dia:

 

>> Aquiraz (Posto: Sitio Sapucaia Fagundes) : 61.0 mm
>> Mulungu (Posto: Mulungu) : 58.0 mm
>> Itapiúna (Posto: Fazenda Boa Vista) : 57.0 mm
>> Itapiúna (Posto: Itapiúna) : 54.0 mm
>> Quixeramobim (Posto: Assentamento Novo Canaã) : 52.0 mm
>> Canindé (Posto: Baixa Fria) : 50.0 mm
>> Moraújo (Posto: Moraújo) : 48.0 mm
>> Maranguape (Posto: Olho D'água) : 45.0 mm
>> Groaíras (Posto: Capim 1) : 43.2 mm
>> Pindoretama (Posto: Pindoretama) : 42.0 mm

LEIA TAMBÉM 

| Fortaleza registra manhã de chuvas pelo 2º dia seguido |

| Ceará segue com chuvas após noite de ventanias e oscilações de energia |

Ocorrências

Juntamente com as chuvas, a capital cearense registrou na última quinta-feira, 13, a queda e o recolhimento de 41 árvores. Já nesta sexta-feira, 14, até 9h da manhã, oito árvores foram recolhidas. As informações são da Autarquia de Urbanismo e Paisagismo de Fortaleza (URBFor). Além disso, conforme a Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil (COPDC), Fortaleza registrou 13 ocorrências de atendimentos prestados pelo órgão, nesta sexta-feira, 14. Desse número, onze tratavam-se de moradias com riscos de desabamentos e dois foram desabamentos, um na Regional III e um segundo na Regional I.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags