PUBLICIDADE
Fortaleza
NOTÍCIA

Fortaleza colore faixas de pedestres com cores da bandeira LGBTQI+

Iniciativa chama atenção à diversidade e ao preconceito contra a população LGBT. As faixas serão pintas em cruzamentos da Aldeota, Meireles e Benfica

Ítalo Cosme
09:14 | 28/04/2021
Faixas de pedestres com as cores do movimento LGBTI  no Benfica (Foto: FABIO LIMA)
Faixas de pedestres com as cores do movimento LGBTI no Benfica (Foto: FABIO LIMA)

Três faixas de pedestres serão coloridas com as cores da bandeira LGBT nesta quarta-feira, 28. A intervenção busca celebrar a diversidade e desestimular preconceitos. As sinalizações ficam no cruzamento da avenida Beira-Mar com a rua José Napoleão, no Meireles; na rua Paulino Nogueira, esquina com a rua Marechal Deodoro, no Benfica; e na rua Barbosa de Freitas, esquina com a rua Maria Tomásia, na Aldeota.

Em parceria com a Associação Mães pela Diversidade, a iniciativa é desenvolvida pelo gabinete da primeira-dama, Natália Herculano, e Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC). A empresa T-Shirt In Box idealizou a ação e deve mantê-la pelos próximos seis meses.

Conforme a gestão municipal, a estratégia não traz custos à Prefeitura de Fortaleza e segue as normas de sinalização do Conselho Nacional de Trânsito (Cotran).

"Pare, pense e ame. Ver as cores e lembrar o que elas significam e ter empatia pela diversidade, amor. A ideia é leve! Nós temos uma cidade ainda com aspectos preconceituosos, mortes relacionadas à questão do gênero. Essa implantação traz essa ideia: vamos parar no sinal e pensar. Ter empatia pelo próximo", comentou Natália Herculano, primeira-dama de Fortaleza.

Sobral

 

Desde a última semana, as ruas de Sobral também ficaram mais coloridas. Em sua conta pessoal do Instagram, o prefeito da cidade, Ivo Gomes, publicou imagem aérea com as faixas de pedestres da diversidade. "Sobral de todas as cores! Os bolsominions piram!", escreveu.

Contra a intervenção, assessor do deputado bolsonarista André Fernandes tentou afixar uma placa com a sinalização de um veado no local.  A atitude foi repudiada pela Prefeitura de Sobral, pela Secretaria de Direitos Humanos do Ceará e pela Comissão de Diversidade Sexual e de Gênero da subseção de Sobral da Ordem dos Advogados Brasileiros (OAB).