PUBLICIDADE
Fortaleza
Noticia

20 mil doses da vacina contra Covid-19 que chegaram a Fortaleza devem ser aplicadas em até 10 dias

Mesmo com o fluxo de carro elevado nas primeiras horas, idosos elogiam processo de vacinação e comemoram ao receberem os imunizantes

15:46 | 25/02/2021
FORTALEZA, CE, BRASIL, 25.02.2021:. Maria Lúcia da Paixão, 80 anos, se vacinando contra  Covid-19 (Foto: Thais Mesquita)
FORTALEZA, CE, BRASIL, 25.02.2021:. Maria Lúcia da Paixão, 80 anos, se vacinando contra Covid-19 (Foto: Thais Mesquita)

A Prefeitura de Fortaleza retomou o processo de vacinação de idosos acima de 75 anos nesta quinta-feira, 25. As 20.190 doses da vacina Astrazeneca/Oxford, recebidas na última quarta-feira, 24, passaram a ser aplicadas por meio de duas modalidades: domiciliar e drive-thru (no Centro de Eventos). A previsão é que esse quantitativo de doses seja aplicado no período de uma semana a 10 dias, de acordo com a secretária-adjunta da Saúde do Município, Aline Gouveia.

Nesta quinta-feira, 25, o processo de vacinação no modelo drive-thru ficou destinado exclusivamente a idosos que haviam sido convocados anteriormente para receber sua vacina, mas perderam a data de agendamento. A expectativa é de que mil idosos sejam contemplados com a vacina neste primeiro dia de retomada. Nos próximos dias, a modalidade drive-thru voltará a ser ofertada em outros pontos da Cidade com divulgação dos nomes por meio de lista, como já acontecia inicialmente, de 10h às 17h.

"Estaremos retomando nesta sexta-feira, 26, o drive-thru do RioMar Kennedy e manteremos o do Centro de Eventos. Essas pessoas terão o agendamento confirmado com data, hora e local de vacinação. Ao longo dos próximos dias estaremos reabrindo outros pontos de vacinação, e também abriremos os Cucas", revela a secretária-adjunta.

A modalidade domiciliar, que também foi retomada nesta quinta-feira, está atuando com 70 equipes nas ruas, de 8h às 17h, de segunda a sexta-feira. Os profissionais trabalham devidamente uniformizados e possuem crachá de identificação.

LEIA TAMBÉM| Sesa recomenda mais restrições para 170 municípios com risco alto ou altíssimo para Covid-19

Esperança Renovada

FORTALEZA, CE, BRASIL, 25.02.2021:. Maria Lúcia da Paixão, 80 anos, se vacinando contra  Covid-19
FORTALEZA, CE, BRASIL, 25.02.2021:. Maria Lúcia da Paixão, 80 anos, se vacinando contra Covid-19 (Foto: Thais Mesquita)

Cada carro que adentrava o pátio destinado para vacinação no Centro de Eventos de Fortaleza trazia consigo a esperança de dias melhores. Aos poucos, a fila formada no início do processo de vacinação foi dando espaço aos sorrisos e ao sentimento de gratidão.

"É um dia muito importante. Eu tenho 80 anos e só posso dizer muito obrigado aos que colocaram essa vacina aqui. Eu adorei o atendimento, foi maravilhoso! Todos muito educados", relata Maria Lúcia da Paixão, 80 anos, que fez questão de agradecer à enfermeira responsável pela sua vacinação.

O sentimento de gratidão também estava presente nas palavras de fé proferidas por Maria Helena Cordeiro, 79 anos. "Estou muito agradecida a Deus por ter chegado o momento de me vacinar. Espero muito que Ele ajude todas as pessoas, que possam ser vacinadas. Um dia vamos poder dizer 'Graças a Deus que passou'. Dias melhores estão mais próximos", relata.

Helena ainda fez um alerta para as pessoas que estão reticentes diante da aplicação da vacina. "Infelizmente, nós temos muita mentalidade atrasada. Ainda que com tantas informações nos meios sociais, o pessoal parece que não acredita. Não se cuidam e nem cuidam dos idosos como deveriam", alerta.

Já Elias Carlos Bezerra, 77 anos, demonstra não ter medo da vacina e garante que tomaria quantas doses fossem necessárias para adquirir a imunidade. "Isso aqui é uma felicidade, agora eu vou viver mais uns 10 anos. Acabei de tomar a primeira e volto pra tomar a segunda. Se tivesse uma terceira, eu tomava também. Tenho esperança que isso acabe logo", destaca.

FORTALEZA, CE, BRASIL, 25.02.2021: Maria Arminda Malveira Freitas, 76 anos
FORTALEZA, CE, BRASIL, 25.02.2021: Maria Arminda Malveira Freitas, 76 anos (Foto: Thais Mesquita)

A evolução da Ciência também foi lembrada por aqueles que celebravam a chegada de novas doses. Maria Arminda Malveira Freitas, 76 anos, reconhece a importância do processo de vacinação.

"O dia de hoje é uma conquista. A vacina é a maior descoberta da humanidade. Isso abre um horizonte pra gente, mesmo que a gente pegue (a Covid-19) não vamos ter a forma grave. O atendimento está nota 10. Eu estava com receio, mas estou muito satisfeita. A gente merece que isso tudo acabe logo. Não é porque não morreu alguém na nossa casa, que a tristeza é menor, a gente se coloca no lugar do outro", finaliza.

LEIA TAMBÉM| Coronavírus no Ceará: 1.282 casos e 39 mortes registrados entre quarta e hoje