PUBLICIDADE
Fortaleza
NOTÍCIA

Armeiro de facção criminosa é preso e policiais flagram negociação pelo WhatsApp

Em um áudio do WhatsApp, o criminoso pede munições de .50 para fazer uma arma do mesmo calibre

Jéssika Sisnando
22:54 | 08/02/2021
Armamento foi apreendido no Eusébio  (Foto: via WhatsApp O POVO )
Armamento foi apreendido no Eusébio (Foto: via WhatsApp O POVO )

Um armeiro, que faz manutenção e armamentos para a facção criminosa Comando Vermelho (CV), foi preso por equipes do Comando Tático Motorizado (Cotam) com uma submetralhadora, uma espingarda artesanal e material para a fabricação de armamento. O caso foi registrado nesta segunda-feira, 8, na comunidade de Jabuti, no Eusébio, município da Região Metropolitana de Fortaleza (RMF).

Em um áudio de Whatsapp encontrado no aparelho celular do preso e obtido pelo O POVO, ele pedia uma munição de .50 para fabricação de uma arma neste mesmo calibre. As armas deste tipo são equipamentos considerados de guerra e com forte poder de fogo, são restritas as forças armadas.

Policiais militares haviam recebido informes de que Thiago Ferreira Jacinto, de 28 anos,
confeccionava armas para facções na área do Eusébio. Conforme relatório policial obtido pelo O POVO, na residência do suspeito, após autorização para entrar, os militares encontraram ferramentas para armas de fogo artesanais e Thiago apontou aos agentes de segurança que o restante do material estava enterrado no quintal. Ainda foram encontradas armas calibre 38 e 20.

Ele foi conduzido à Delegacia Metropolitana do Eusébio e, no local, foi identificado que Thiago possuía um mandado de prisão em aberto.