PUBLICIDADE
Fortaleza
Noticia

Vias na Cidade dos Funcionários têm velocidade reduzida; multas só após 6 meses

De 2015 a 2019, foram registrados 934 acidentes na Cidade dos Funcionários, 566 deles deixaram feridos e houve 10 mortes

11:06 | 12/01/2021
Avenida José Leon, na Cidade dos Funcionários (Foto: REPRODUÇÃO/GOOGLE STREET VIEW)
Avenida José Leon, na Cidade dos Funcionários (Foto: REPRODUÇÃO/GOOGLE STREET VIEW)

A avenida José Leon e a rua Vereador Pedro Paulo terão velocidade máxima reduzida a partir desta quarta-feira, 13. Os veículos não poderão mais circular acima de 50 km/h. As duas avenidas formam binário no bairro Cidade dos Funcionários.

Nos próximos seis meses, não serão aplicadas multas pela AMC. Nesse período haverá trabalho educativo para adaptação dos motoristas.

Nova sinalização é instalada na José Leon, no trecho compreendido entre avenida Léa Pompeu e avenida Hermínio de Castro, e na Vereador Pedro Paulo, da rua Dr. João Maciel Filho até a Av. Washington Soares.

A mudança é implantada pela Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) tem objetivo de aumentar a segurança para condutores e pedestres e reduzir acidentes.

Acidentes na região

Segundo a AMC, cerca de 37,6 mil veículos transitam na região. Há também elevado número de acidentes. De 2015 a 2019, foram 934 acidentes automobilísticos na Cidade dos Funcionários, 566 deles deixaram feridos e houve 10 mortes. Foram contabilizados 54 atropelamentos.

Valor das multas

Pesquisa feita pelos órgãos de trânsito entre 20 e 26 de julho do ano passado mostrou que 18% dos veículos em Fortaleza circularam acima do excesso de velocidade. É a infração mais recorrente entre os motoristas. Entre motociclistas, a quantidade de infrações em maior: 25%.

O Art. 218 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB) estabelece as seguintes multas por ultrapassar o limite de velocidade:

Até 20% acima da velocidade máxima: R$ 130,16 e quatro pontos na carteira

Mais de 20% até 50% acima da velocidade máxima: R$ 195,23 e cinco pontos na carteira

Mais de 50% acima da velocidade máxima: R$ 880,41, suspensão imediata do direito de dirigir e apreensão do documento de habilitação

Redução de velocidade em Fortaleza

A redução de velocidade em vias de Fortaleza começou em fevereiro de 2018, na avenida Presidente Castelo Branco, a avenida Leste-Oeste. Segundo a AMC, após a redução do limite de velocidade, houve redução de 40,6% no número de atropelamentos e de 20,2% na quantidade de acidentes com vítima. Houve ainda redução de 23,9% dos acidentes envolvendo ciclistas. As mortes em acidentes caíram 34,2%.

Também houve redução de velocidade para 50 km/h nas avenidas Osório de Paiva, Padre Ibiapina, Augusto dos Anjos, Francisco Sá, Duque de Caxias, Cel. Carvalho Gomes de Matos, Alberto Magno, Jorge Dumar, Damasceno Girão e Frei Cirilo.

Risco dos acidentes

A Organização Mundial da Saúde (OMS) aponta que a chance de uma pessoa sobreviver a um atropelamento a 50 km/h é dez vezes maior que a de um atropelamento a 60 km/h. Já a 80 km/h, o atropelamento tem impacto equivalente a cair do 9º andar de um prédio, praticamente sem chance de sobrevivência. Um atropelamento a 50 km/h equivale a uma queda do 4º andar.

Leia também | Entrevista: reduzir velocidade significa salvar vidas