PUBLICIDADE
Fortaleza
NOTÍCIA

Distribuição de alimentos para alunos da rede pública de Fortaleza supera 20 mil toneladas

Ação ocorre desde a suspensão das aulas presenciais na Capital e busca assegurar uma alimentação equilibrada aos 231 mil estudantes da rede pública de ensino da Cidade

Alan Magno
07:43 | 08/12/2020
A entrega de kits de alimentação para alunos da rede pública de ensino de Fortaleza busca minimizar os efeitos gerados pela pandemia de Covid-19 (Foto: Rodrigo Carvalho/Prefeitura de Fortaleza)
A entrega de kits de alimentação para alunos da rede pública de ensino de Fortaleza busca minimizar os efeitos gerados pela pandemia de Covid-19 (Foto: Rodrigo Carvalho/Prefeitura de Fortaleza)

O repasse de kits alimentícios para os 231 mil alunos da rede pública de ensino da Capital ocorre desde a suspensão das atividades presenciais nas escolas municipais e completou nove meses na semana passada. De acordo com balanço divulgado nessa segunda-feira, 7, ao todo já foram distribuídas 20.700 toneladas de alimentos.

A medida busca garantir uma alimentação equilibrada para os estudantes e minimizar os efeitos gerados pela pandemia de Covid-19. São beneficiários do programa municipal, alunos da Educação Infantil, do Ensino Fundamental e da Educação de Jovens e Adultos (EJA).

Crianças matriculadas em creches conveniadas com a prefeitura de Fortaleza também recebem o benefício, sendo um kit por aluno composto por uma caixa com 12 ovos, 1kg de açúcar, 2 kg de arroz branco, 1 pacote de macarrão espaguete, 1 pacote de biscoito, 1kg de feijão, 1 kg de sal, 1 kg de farinha de mandioca e 1 pacote de farinha de milho.

LEIA MAIS | Famílias de baixa renda e pessoas em situação de rua no Ceará receberão kits de alimentação e higiene

O repasse dos alimentos é feito mensalmente nas unidades de ensino onde os beneficiários estudam. Os pais e responsáveis das crianças e adolescentes são avisados pela própria prefeitura sobre a disponibilidade do kit e devem agendar um horário específico para realizar a retirada do mesmo.

As ações buscam garantir o respeito às normas de segurança contra a Covid-19, evitando aglomerações e com uso obrigatório de máscara e de respeito ao distanciamento social no momento da retirada dos alimentos.

O foco, além de garantir a nutrição das crianças, é tentar assegurar que estas estejam com bem-estar suficiente para se aplicarem nas atividades de ensino remoto, implementadas como alternativa ao ensino presencial.

Ainda segundo a prefeitura, durante a entrega dos kits, os responsáveis são questionados sobre a situação das respectivas crianças e caso seja relatado algum dificuldade no acompanhamento das alunas online, estes recebem orientações e suporte com envio de materiais impressos para tentar assegurar a continuidade do ano letivo.