PUBLICIDADE
Fortaleza
NOTÍCIA

Área verde em Fortaleza registra focos recorrentes de incêndio há 15 dias

Nesta quarta-feira, 16, o terreno conhecido como Parque Montenegro, em Fortaleza, registrou focos incêndio desde às 8h. Fogo só foi controlado por volta das 18h, após ação contínua dos bombeiros

Alan Magno
22:31 | 16/09/2020
Nesta quarta-feira, 16, o terreno conhecido como Parque Montenegro, em Fortaleza, registrou focos incêndio entre às 8h até às 18h. Ocorrências na região são recorrentes e ocorrem desde o início de setembro (Foto: Reprodução WhatsApp O POVO)
Nesta quarta-feira, 16, o terreno conhecido como Parque Montenegro, em Fortaleza, registrou focos incêndio entre às 8h até às 18h. Ocorrências na região são recorrentes e ocorrem desde o início de setembro (Foto: Reprodução WhatsApp O POVO)

Região de mata na Regional V, em Fortaleza, está registrando focos recorrentes de incêndio há cerca de 15 dias. O terreno, conhecido como Parque Montenegro, fica localizado entre os bairros Conjunto Prefeito José Walter e Parque Dois Irmãos. Nesta quarta-feira, 16, o local  apresentou incêndio por volta das 8h. Fogo só foi controlado pouco após às 18h, após ação contínua dos bombeiros por cerca de 10 horas. Fumaça se espalhou por toda região e bairros vizinhos.

O fogo não apresentou risco para as pessoas ou às propriedades particulares ao redor da área de vegetação, segundo relatório do Corpo de Bombeiros Militares do Ceará repassado ao O POVO. Ainda não é possível determinar as causas exatas dos focos de incêndio, mas as condições de clima seco, com baixa umidade no ar, calor excessivo e ventos fortes podem ter contribuído para o surgimento focos espontâneos, ainda que não seja descartada a hipótese de incêndio criminoso.

Em entrevista ao O POVO, o tenente Airton Vieira, integrante e gestor da ação de combate aos focos de incêndio na região, pontuou que 15 bombeiros atuaram em conjunto para debelar as chamas. “Primeiro chegamos no local, às 8h da manhã de hoje, com uma equipe do quartel do José Walter, mas precisamos de apoio e duas unidades do quartel da Messejana somaram esforços no combate ao fogo”, informou.

O combate ao fogo foi dificultado pelo fato da área atingida ser de difícil acesso e com uma grande vastidão de mata. Ainda segundo o tenente, os carros dos bombeiros não conseguiram adentrar no local, o que dificultou ainda mais a ação dos agentes de segurança diante das chamas. Para realizar o combate, os bombeiros utilizaram equipamentos individuais de controle de chamas. Uma unidade veicular móvel de pequeno porte também foi usada para auxiliar na ocorrência.


VEJA VÍDEO



FOCOS DE INCÊNDIOS RECORRENTES

A parte do Parque Montenegro que se aproxima mais do Parque Dois Irmãos concentra desde o início do mês, segundo relatou o tenente Airton. A principal hipótese dos bombeiros é de que a maior parte dos focos tenham origem natural, devido às condições climáticas mais quentes e secas, registradas neste segundo semestre.

Airton ponderou que não significa que o incêndio esteja ocorrendo há 15 dias, “os focos surgem, são debelados pelos bombeiros, mas cerca de um, dois dias depois, novos focos acabam surgindo. Como a área é muito extensa e estamos com ventos fortes, acabam surgindo vários focos em cada ocorrência”, explicou o tenente.

O bombeiro, porém, frisou a importância da população diante de ações “simples e fundamentais na prevenção a esses incêndios”. Dentre as medidas citadas por Airton estão: o cuidado com descarte irregular de lixo, acúmulo de entulho, limpeza de terrenos privados que não estejam ocupados e, principalmente, a não realização de queima de lixo ou qualquer outro rejeito.

As medidas podem evitar “grandes tragédias” e ajudam o trabalhos dos bombeiros no enfrentamento aos focos de incêndio em qualquer região. “Estamos diuturnamente, durante 24h de serviço dando força no combate a esses tipos de ocorrências, mas precisamos contar com essa colaboração das pessoas”, completou.

OUTROS REGISTROS