PUBLICIDADE
Fortaleza
NOTÍCIA

Apesar de melhora, aprendizagem de estudantes do 9º ano ainda é desafio para a educação pública no Ceará

A proficiência média em Língua Portuguesa e em Matemática ainda não alcançou o nível "adequado"

14:41 | 11/08/2020
Os estudantes devem retornar às salas de aula em setembro (Foto: Fabio Lima/O POVO)
Os estudantes devem retornar às salas de aula em setembro (Foto: Fabio Lima/O POVO)

Durante a transmissão do Prêmio Escola Nota Dez, nesta terça-feira, 11, Camilo Santana premiou 362 escolas públicas pelos avanços em seus índices educacionais. O petista também apresentou os resultados de 2019 do Sistema Permanente de Avaliação da Educação Básica no Ceará (Spaece). Na ocasião, o governador afirmou que os “desafios” para a melhoria dos desempenhos da educação crescem de acordo com o avanço da série. O 9º ano do Ensino Fundamental continua sendo a série em que os alunos mais apresentam dificuldades de aprendizado nas disciplinas de Língua Portuguesa e de Matemática.

Dados mostraram que a proficiência média em Língua Portuguesa só deixou o nível “crítico” em 2016, quando atingiu 250,3 pontos e alcançou o patamar “intermediário”. Esse estágio continuou até 2019, ano do último levantamento realizado pelo Spaece. O percentual de alunos que apresentaram desempenho em nível “adequado” nessa matéria chegou a 24%, o que representa aumento de 2% quando comparado ao ano anterior.

LEIA MAIS | 362 escolas públicas se destacaram na educação no ano de 2019 e recebem prêmio Escola Nota Dez 

De acordo com os resultados mais recentes, Matemática ainda é a matéria com a menor taxa de aprendizagem entre os estudantes. Apesar de ter saído do nível “muito crítico” em 2008, a disciplina apresenta, desde 2009, o desempenho “crítico” em proficiência média. Esse cenário tem permanecido mesmo com o aumento dos indicadores de desempenho educacionais nos municípios cearenses. Os dados referentes ao ano passado revelam que a proficiência média em Matemática alcançou 263,5 pontos. O percentual de alunos com desempenho adequado ao final do 9º ano do Ensino Fundamental nessa matéria equivale a 15%, crescimento de 2% em relação a 2018.

Em 2019, não foi constatado município cearense com desempenho educacional “muito crítico” de estudantes do 9º ano na área de Língua Portuguesa. Entretanto, apenas 9 cidades se encaixaram no nível “adequado”. Quanto à Matemática, 126 municípios apresentaram desempenho “crítico” e somente 10 estiveram no estágio “adequado”.

LEIA MAIS Z Todos os 184 municípios alcançaram a alfabetização desejada para o 2º ano do Fundamental 

Essas estatísticas, quando comparadas às de desempenho de alunos do 5º ano do Ensino Fundamental, revelam as dificuldades de aprendizagem enfrentadas por estudantes do 9º ano. A proficiência média em Língua Portuguesa de alunos do 5º ano no Ceará está no nível “adequado” desde 2017, quando atingiu 225,3 pontos. Em 2019, foram 234,9 pontos, e o percentual de alunos com desempenho “adequado” foi de 58%, aumento de 4% em relação ao ano anterior.


Já a proficiência média em Matemática para os discentes dessa etapa escolar está no nível “intermediário” desde 2011, alcançando 241,6 pontos em 2019. Os alunos com desempenho “adequado” nessa disciplina somaram 44%, acréscimo de 3% quando comparado a 2018.

Padrões de desempenho

Com o objetivo de estabelecer um parâmetro de avaliação, os resultados do 5º e do 9º ano do Ensino Fundamental são apresentados a partir de quatro padrões de desempenho. Para Língua Portuguesa, até 125 pontos é considerado um estágio “muito crítico” de desempenho; de 125 até 175, “crítico”; de 175 até 225, “intermediário”; acima de 225, nível “adequado”.

Quanto à disciplina de Matemática, os padrões são os seguintes: até 150 pontos o nível é “muito crítico”; de 150 até 200, “crítico”; de 200 até 250, “intermediário”; acima de 250, estágio “adequado”.