PUBLICIDADE
Fortaleza
NOTÍCIA

AMC realiza mutirão para renovar sinalização em 140 cruzamentos no Montese

Dois binários, duas zonas de trânsito calmo, 140 cruzamentos revitalizados e implantação de dez novos semáforos estão previstos. Além disso, também será trabalhada a readequação da velocidade

20:27 | 28/07/2020
  (Foto: Julio Caesar/O POVO)
(Foto: Julio Caesar/O POVO)

A Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) está realizando mutirão de intervenções nas vias do bairro Montese. A iniciativa faz parte do programa de segurança viária de Fortaleza e já contemplou as áreas de Messejana e Granja Lisboa. A ideia é que até o final de agosto o projeto seja concluído.

Dois binários, duas zonas de trânsito calmo, 140 cruzamentos revitalizados e implantação de dez novos semáforos estão previstos. Além disso, também será trabalhada a readequação da velocidade em pontos do bairro. 

As ruas Sátiro Dias, Raul Uchôa, 15 de Novembro e André Chaves receberão os semáforos no cruzamento com a avenida Alberto Magno. Além desses, outros serão colocados sinais nos cruzamentos Rua 15 de Novembro X Almirante Rubim; Rua Desembargador João Firmino x Rua Eugênio Gadelha; Avenida João Pessoa x Rua Miguel Gonçalves; Rua Barão de Canindé x Rua Barão de Sobral; Rua Equador x Rua Professor Teodorico e Avenida dos Expedicionários x Rua Armando Monteiro.

Os cuidados devem ser redobrados para motoristas que dirigem na área, principalmente nos binários da Rua Desembargador Praxedes e Rua Eugênio Gadelha, além de outro na Rua João Firmino e Rua Almirante Rubim.

As avenidas Alberto Magno e Gomes de Matos terão novo limite de velocidade. Agora motoristas não poderão circular a até 50 km/h. Para a readequação dos condutores haverá um período educativo. 

Ao longo dos cinco últimos anos, foram registrados 521 acidentes na avenida Alberto Magno. Desses, 19 foram atropelamentos, sendo seis fatais. Além disso, nesse mesmo período, foram 371 acidentes na avenida Gomes de Matos, sendo 34 atropelamentos. Seis pessoas morreram.

A velocidade passa a ser de 30 km/h na rua Irmã Bazet, entre a avenida João Pessoa e a rua Desembargador João Firmino, e na rua Elvira Pinho, entre a rua Barão de Canindé e rua Almirante Rubim.

Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) apontam que diminuir o limite de velocidade de 60 para 50 km/h nas vias aumenta em dez vezes a chance de alguém sobreviver a um atropelamento. Outra pesquisa, da Universidade Johns Hopkins (EUA), em parceria com a Universidade Federal do Ceará (UFC), indica que a cada cinco veículos em Fortaleza, um ultrapassa o limite de velocidade estabelecido.