PUBLICIDADE
Coronavírus
NOTÍCIA

Avião com 70 toneladas de EPIs chegou em Fortaleza nesta madrugada

Capital recebeu carregamento de máscaras, aventais e toucas descartáveis adquiridos para dar suporte aos profissionais de saúde envolvidos na pandemia de Covid-19

00:00 | 04/07/2020
Aeronave com 70 toneladas de EPIs desembarcou na madrugada deste sábado no aeroporto de Fortaleza (Foto: CARLOS GIBAJA/GOVERNO DO CEARÁQ)
Aeronave com 70 toneladas de EPIs desembarcou na madrugada deste sábado no aeroporto de Fortaleza (Foto: CARLOS GIBAJA/GOVERNO DO CEARÁQ)

Na madrugada deste sábado, 4, Fortaleza recebeu um carregamento com 70 toneladas de equipamentos de proteção individual (EPIs) adquiridos para dar mais segurança aos profissionais de saúde envolvidos no combate à pandemia de Covid-19. Os equipamentos serão distribuídos aos hospitais e unidades da rede pública estadual e também se destinam à rede de saúde dos municípios cearenses.

Carregando máscaras, aventais e toucas descartáveis, o avião pousou à 1h10 no Terminal de Cargas do Aeroporto Internacional Pinto Martins, em Fortaleza. Trata-se do quarto avião que desembarca no Ceará com carregamentos para ajudar no combate a pandemia. “O material, adquirido pelo Governo do Estado, tem sido fundamental para garantir a segurança dos nossos profissionais de saúde e minimizar os efeitos dessa pandemia à população. Continuaremos dando apoio a todos os municípios nessa luta”, citou o governador Camilo Santana.

Em abril, chegaram à capital as primeiras 90 toneladas de insumos, testes e EPIs; em maio, desembarcaram os 200 primeiros respiradores e mais testes rápidos. Já no último dia 27 de junho, desembarcou a terceira carga de equipamentos com 300 respiradores para equipar unidades de terapia intensiva (UTIs) da rede pública, principalmente em cidades do Interior.

Todo o material foi adquirido com recursos do Governo do Ceará, e está sendo utilizado para reforçar o sistema público de saúde do Ceará (Capital e Interior) e dar suporte aos profissionais que estão atuando na linha de frente do combate à pandemia. O material chegou em uma aeronave fretada, composto de equipamentos de proteção individual (EPIs) e testes para detecção da Covid-19.