PUBLICIDADE
Fortaleza
Noticia

Com Igreja de Fátima fechada, fieis fazem orações do lado de fora no 13 de maio

Pela primeira vez, celebração foi com igreja fechada e transmitida pela Internet. Ainda assim, fieis descumpriram o decreto e foram ao local. Eles ficaram do lado de fora. O celebrante e todos os envolvidos na cerimônia usavam máscaras

Alan Magno
22:52 | 13/05/2020
Fieis se concentraram em frente ao Santuário de Fátima, apesar de a igreja estar fechada
Fieis se concentraram em frente ao Santuário de Fátima, apesar de a igreja estar fechada (Foto: JÚLIO CAESAR)

O 13 de maio é uma das datas mais importantes da religiosidade católica de Fortaleza, mas a tradição de fé no Bairro de Fátima também não escapou dos efeitos da pandemia da Covid-19. A celebração no Santuário de Fátima, em Fortaleza, não deixou de ocorrer. Mas, pela primeira vez, as portas do recinto foram mantidas fechadas na data. Foi transmitida por rádio, Facebook, Youtube. O celebrante e todos os envolvidos na cerimônia usavam máscaras.

Assista à celebração e à coroação:

As imagens do santuário vazio num dia em que sempre está lotado é um dos ícones de como o novo coronavírus transforma todas as rotinas. Mas, também de como a fé encontra caminhos para continuar a ser professada.

Veja a comparação entre o Santuário de Fátima neste 13 de maio e em anos passados:

Apesar das alternativas para participar do ato de fé a distância e cumprir as determinações das autoridades de saúde para conter o avanço da Covid-19, teve gente que não se conteve. Algumas pessoas foram para até a frente da igreja fechada para realizar suas orações. A atitude contraria decretos estadual e municipal de restrição à circulação. Também contraria a orientação do arcebispo José Antonio Aparecido Tosi de que os decretos devem ser respeitados.

Veja galeria de fotos do Santuário de Fátima neste 13 de maio:

Clique na imagem para abrir a galeria

Celebrações

As transmissões em homenagem a Nossa Senhora de Fátima começaram a ser transmitidos às 5 horas da manhã da quarta, com a celebração eucarística. Logo após, das 6 às 11 horas, ocorreram as Orações do Terço Mariano, com intervalos de uma hora entre cada. À tarde, das 15 às 17 horas, houve as Orações do Terço Mariano. Por fim, às 20 horas ocorreu a Coroação de Nossa Senhora de Fátima, encerrando as celebrações.

A Coroação foi feita com uma pequena equipe de paroquiais, regidos pelo vigário paroquial padre Josieldo da Silva, ao lado do padre Tarcísio e padre Francisco Ivan, pároco da igreja. As transmissões ao vivo pela rede social da paróquia de Nossa Senhora de Fátima acumularam mais de 86 mil visualizações. Os maiores públicos de audiência foram registrados na primeira oração do rosário (25 mil visualizações), seguida pela missa de coroação (19 mil). O POVO Online também transmitiu celebração e a coroação, com 47 mil visualizações até o fim da noite.

O padre Francisco Ivan, que celebrou a missa e a coroação de Nossa Senhora de Fátima, pregou a mensagem de esperança e amor. O padre destacou que ainda que os dias atuais estejam sendo difíceis pela pandemia, é preciso manter a fé em Cristo. Ele mencionou o isolamento social como uma oportunidade dos cristãos se aproximarem mais de Deus. “Isolar para praticar mais a fé, viver mais Evangelho”, pontuou o celebrante.

Os internautas participaram com suas orações nos comentários das transmissões. Alguns pediam saúde e proteção para seus familiares e amigos, outros rogavam pelo fim da pandemia e pediam que Deus iluminasse o caminho dos profissionais de saúde. Uma das fieis que acompanhou as lives foi Cristina Salles, 47 anos.

Ela é auxiliar de serviços gerais e acompanhou a transmissão da coroação ao lado da filha. Ela contou que, sempre que podia, deslocava-se até a Igreja de Fátima para prestar suas homenagens a Nossa Senhora e exercer sua fé. “Acompanhar a live foi o mesmo que sentir o santuário em casa. Poder ver essa live dá uma sensação de paz, de alívio, mesmo diante dessa situação que estamos passando”, compartilhou.

Contemplando a mensagem de esperança, padre Ivan reforçou que as orações deste dia 13 “ficarão marcadas para sempre em nossos corações”. Ele pediu que todos repetissem: “Eu voltarei ao Santuário de Fátima”, como força de transmitir boas energias associadas ao fim da pandemia e das medidas de isolamento.

O padre disse ainda: “Muitas famílias estão quebradas, sofridas pela perda recente. A eles eu digo: nenhum de nós é cidadão da Terra, somos cidadão dos céus e para lá retornaremos”. Ele desejou amor e solidariedade as pessoas que perderam familiares ou conhecidos para nova doença e reforçou: "Pela glória em Deus, isso tudo vai passar”.