PUBLICIDADE
Fortaleza
NOTÍCIA

Chamados por ambulâncias para suspeita de Covid-19 se multiplicam durante fim de semana

O POVO teve acesso a áudios de comunicação entre socorristas e central do Samu Fortaleza que mostram profissionais se desdobrando para atender os casos de suspeita de Coronavírus em Fortaleza

Jéssika Sisnando
21:05 | 03/05/2020
FORTALEZA-CE, BRASIL, 16-04-2020: Profissionais de saúde em ambulância antes de sair do Hospital Leonardo Da Vinci para buscar uma pessoa com suspeita de ter COVID-19 em Fortaleza. ( Foto: Júlio Caesar / O Povo)
FORTALEZA-CE, BRASIL, 16-04-2020: Profissionais de saúde em ambulância antes de sair do Hospital Leonardo Da Vinci para buscar uma pessoa com suspeita de ter COVID-19 em Fortaleza. ( Foto: Júlio Caesar / O Povo) (Foto: JÚLIO CAESAR)

Enquanto muitas pessoas aproveitam o fim de semana, os profissionais da saúde de Fortaleza se desdobram para salvar vidas em meio a uma situação de lotação nas unidades de saúde em Fortaleza. O POVO teve acesso a áudios de comunicação entre socorristas e central do Samu Fortaleza. As ocorrências são do último sábado, dia 2, entre o fim da tarde e noite do plantão.

17h28min Houve um chamado para um paciente de 95 anos com pneumonia e suspeita de Coronavírus, no bairro Joaquim Távora.

17h31min Desta vez na Aldeota, uma paciente de 92 anos, com pneumonia, rigidez muscular, diabética, com suspeita de pneumonia e Coronavírus.

17h42min No Parque Dois Irmãos, uma paciente de 110 anos, com Coronavírus. Na ocorrência, a responsável por encaminhar a ambulância avisa para que, ao chegar na residência, retornem a comunicação, pois os hospitais estão todos lotados. "Antes de sair de lá passar QTW para saber para onde leva, pois está tudo lotado. Ocorrência 1015".

17h44min "86 anos, parada cardíaca respiratória, tem sequelas de AVC e estava há alguns dias com febre".

18h17min Paciente acamada com histórico de febre e tosse, desconforto respiratório há dois dias e outros sintomas há uma semana. Pulso de 110 e frequência respiratória de 34. Central recomenda um ponto de oxigênio.

18h33min Paciente se encontra na UPA do Edson Queiroz e foi informado que não tem como receber o paciente, pois não tem máscara ou ponto de O2 (oxigênio).

20h34min "Situação calamitosa envolvendo pacientes em insuficiência respiratória, o oxigênio está acabando e temos ordens superiores de extração e temos vaga zero de três pacientes do (hospital) Anastácio Magalhães para o hospital de Messejana. Desejo boa sorte aos senhores", diz o áudio.

 

Nota da SMS - Secretaria Municipal da Saúde de Fortaleza

Em razão da Pandemia, a SMS tem ampliado seu número de leitos para receber pacientes vítimas da Covid-19.

Dentre as ações está o convênio com o Sopai, disponibilizando 60 leitos para o tratamento infantil e a construção do Hospital de Campanha no Estádio Presidente Vargas, para atendimento de pacientes de baixa e média complexidade, com 204 leitos já entregues e taxa de ocupação em 70%.

Cinco das seis Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) municipais, receberam em seus prédios anexos mais 140 leitos e até a próxima semana serão mais 30, totalizando em 170 leitos de internação. Taxa de ocupação em 98%.

Para os casos de maior complexidade, a torre anexa do Instituto Dr. José Frota, o IJF2, está foi adaptada para oferecer, até o mês de maio, 175 leitos de UTI destinados ao tratamento de pacientes com a Covid-19. As vagas de UTI seguem em gradativa implantação, atualmente com 50 em funcionamento e com 98% dos leitos ocupados.

Nesta última semana, o Hospital da Mulher e Frotinha do Antônio Bezerra também passaram a receber pacientes de Covid.

  1. Ressaltamos que não há falta de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), conforme citado na denúncia. Um lote de quatro toneladas de EPIs adquiridos da China para ajudar no combate à Covid-19 foram destinados aos profissionais de saúde lotados na Rede Municipal de Saúde de Fortaleza,incluindo os que atuam no Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Também não procede falta de oxigênio e transferência dos usuários que buscaram acolhimento no posto de saúde Anastácio Magalhães, na Regional III. Neste sábado (02/05), o posto acolheu 70 pacientes, sendo 18 com perfil e quadro clínico de Covid-19, todos foram devidamente transferidos para às unidades de referência do Município.