PUBLICIDADE
Fortaleza
NOTÍCIA

PMs envolvidos em agressão de mulher a chicotadas no Lagamar tem afastamento prorrogado

Durante abordagem policial em fevereiro de 2019, um policial foi flagrado em vídeo dando chicotadas em uma mulher, que estava ajoelhada ao lado do Canal do Lagamar

Matheus Facundo
23:17 | 09/03/2020
Caso ocorreu no dia 3 de fevereiro de 2019. PMs agrediram, além da mulher, outras quatro pessoas
Caso ocorreu no dia 3 de fevereiro de 2019. PMs agrediram, além da mulher, outras quatro pessoas (Foto: Reprodução)

Os seis Policiais Militares (PMs) envolvidos no caso de agressão a uma mulher por chicotadas próximo ao Canal do Lagamar, ocorrido em em fevereiro de 2019, permanecerão afastados de suas atividades por mais 120 dias. A decisão da Controladoria Geral de Disciplina (CGD) foi publicada no Diário Oficial do Estado desta segunda-feira, 9.

Novo afastamento acatou sugestão da 2ª Comissão Militar Permanente de Conselho de Disciplina após o primeiro afastamento ter terminado no dia último dia 3 de março. Ficam afastados por mais quatro meses, "tendo em conta a complexidade do processo e a quantidade de processado", os PMs Luiz Gomes da Silva Júnior, André Rodrigues da Rocha, Francisco Sarmento Rocha Júnior, Tiago de Araújo Ferreira, Igor Yure Goes Martins e Israel Aziz Marques Branco.

O primeiro afastamento dos PMs foi publicado no DOE do dia 5 de novembro de 2019. Vídeo gravado no dia 3 de fevereiro de 2019, data das agressões, mostram dois policiais interrogando uma mulher um homem ajoelhados ao lado do Canal do Lagamar. Um dos PMs dá, pelo menos, duas chicotadas na mulher, identificada como Maria Thamyllys Gomes da Costa, que, inclusive, fez denúncia presencial na CGD à época.

Conforme a prorrogação do afastamento publicada nesta segunda-feira, os policiais agrediram fisicamente cinco ocupantes de um carro, dentre eles Thamyllys e seu companheiro e, "de comum acordo", “utilizando-se de cassetetes, fios grossos contundentes, chutes e puxões de cabelo”