PUBLICIDADE
Fortaleza
NOTÍCIA

Prefeitura inaugura 11 novas estações do Bicicletar em nova fase de expansão para Regionais II e VI

Até o fim do semestre, a Capital terá 210 estações implantadas; 75% dos usuários do serviço combinam o modal com viagens de ônibus, de acordo com dados da SCSP

Leonardo Maia
13:54 | 06/03/2020
A estação da Câmara Municipal foi uma das 11 inauguradas nesta sexta-feira, 6.
A estação da Câmara Municipal foi uma das 11 inauguradas nesta sexta-feira, 6. (Foto: Leonardo Maia/O POVO)

Prefeitura de Fortaleza inaugurou 11 novas estações da fase de expansão do Bicicletar, na manhã desta sexta-feira, 6, na Câmara Municipal de Fortaleza. O evento iniciou a segunda fase da ampliação do serviço, em que o programa será expandido para as Regionais II e VI. Até o fim de junho deste ano, a Prefeitura promete 130 novas estações e as 80 estações existentes revitalizadas — as melhorias serão implementadas com destinação de recursos da Zona Azul.

Leia mais: Manutenção de bicicletas e estações do Bicicletar devem ter maior rigor; entenda o que muda com o novo edital

O titular da Secretaria da Conservação e Serviços Públicos (SCSP), João Pupo, defendeu o caráter de locomoção urbana do sistema de bicicletas compartilhadas na Capital. Pupo comparou Fortaleza com outras capitais do Brasil, que dão outro significado para o compartilhamento do modal. Em Recife, por exemplo, as bicicletas são administradas pelo setor do Turismo; já no Rio de Janeiro, a pasta da Cultura que detém essa função.

Segundo o secretário, em Fortaleza, 75% dos usuários do sistema combinaram as viagens do Bicicletar com viagens de ônibus. Esse dado é resultado do cruzamento das estatísticas do Bicicletar e da Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor). “Isso tem que ser explorado, é uma mobilidade verde, uma forma de mobilidade que ajuda na saúde das pessoas. Outra característica bem importante é que quem tem carro também está auxiliando o sistema (devido aos recursos da Zona Azul), é uma espécie de compensação social”, ressaltou Pupo.

+ Veja o mapa com todas as estações implantadas do Bicicletar

O prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, ponderou que a descentralização das estações é fundamental para a promoção de um trânsito seguro. “Além do Bicicletar, estamos fazendo um investimento muito significativo de ciclofaixas novas. A instalação das estações estimula o uso da bicicleta, mas não haverá segurança se não houver uma faixa segregada para o trânsito desse modal”, destacou.

Com as estações inauguradas, Fortaleza passa a contar com um total de 123 estações. Nesta segunda fase serão entregues um total de 30 novas estações, beneficiando bairros como Edson Queiroz, Luciano Cavalcante, Jardim das Oliveiras, Sapiranga, Cidade dos Funcionários, Parque Manibura, Parque Iracema, Cambeba, Messejana e Paupina.

+ Mapa com toda infraestrutura cicloviária da Capital

Até o final do semestre, a Capital se tornará o terceiro maior sistema do tipo no Brasil em número de estações, atrás somente de Rio de Janeiro e São Paulo, e o primeiro em número de estações por habitantes. A expansão contemplará ainda o Mini Bicicletar, que oferece estações para bicicletas infantis em praças. O número dessas estações saltará de 5 para 14 após esse período.

Ferrucio Feitosa, secretário da Regional II, destaca o papel que a bicicleta vem ganhando tanto para locomoção urbana como para a movimentação econômica da cidade. “Alguns estudos apontam que há um número significativo de pessoas que utilizam a bicicleta para fazer entregas. Ela não é mais usada somente para locomoção ou lazer”, considerou.

Feitosa, no entanto, pontua que ainda há muito trabalho, feito por meio de políticas públicas, para mudar hábitos que ainda persistem. “Há uma comodidade muito grande, já vi pessoas que utilizam seu carro para ir em uma padaria que fica a 200 metros de sua casa. É preciso investir em políticas como o Bicicletar e a expansão da malha cicloviária”, disse.

Confira a lista das 11 novas estações

111- Capela de São Sebastião - Dendê (R. Cidade Ecológica, 649);
116- Rua dos Coqueiros - Dendê (R. Cidade Ecológica X R. Dos Coqueiros);
119- Câmara Municipal de Fortaleza (R. Dr. Thompson Bulcão X Av. Rogaciano Leite);
120- CodismanRogaciano Leite (Av. Rogaciano Leite, 1815)
121- Praça João Ventura Martins (Av. Rogaciano Leite entre Rua Brisamar Aguiar Ximenes e Rua Odete Carneiro Ximenes);
122- Areninha Lagoa do Zeza (R. Padre Francisco Pita X Av. Rogaciano Leite);
123- José Leon (Av. José Leon X Av. Rogaciano Leite);
125- Praça Nossa Senhora Aparecida (R. João Luiz Santiago X Av. Léa Pompeu);
126- Ari de Sá Washington Soares (Av. Washington Soares X Av. Edilson Brasil Soares);
127- Conjunto Alvorada (R. Bill Cartaxo X R. João Mariano);
128- Via Sul Shopping (Av. Washington Soares X R. Crisanto Moreira da Rocha).

Como usar o sistema de bicicletas compartilhadas de Fortaleza

1 – Baixe o aplicativo Bicicletar no smartphone e faça o cadastro ou cadastre-se pelo site: www.bicicletar.com.br;

2 – Após o cadastro, habilite seu passe Bicicletar no site ou no aplicativo:
·Passe com Bilhete Único é gratuito
·Passe diário: R$ 5
·Passe mensal R$ 20
·Passe anual R$ 80

3 – Retire uma bicicleta utilizando o aplicativo, por telefone (‪0800 500 9901‬) ou com seu Bilhete Único;

4 – Após utilizar a bicicleta, devolva em uma das posições livres da estação do seu destino;

Podem ser feitas gratuitamente quantas viagens quiser de até 1 hora (segunda a sábado) e até 90 minutos (domingos e feriados), desde que sejam realizadas com intervalos de pelo menos 15 minutos entre si.