PUBLICIDADE
Fortaleza
Noticia

Quatro jovens são indiciados por racismo e ameaça contra judeus no Ceará

O autor e mais três jovens que fizeram comentários preconceituosos na postagem foram identificados e levados a depor

Gabriela Almeida
16:23 | 21/01/2020
A publicação ameaça a população judaica que vive no Ceará e menciona um ataque a uma sinagoga localizada na Capital (Foto: Divulgação)
A publicação ameaça a população judaica que vive no Ceará e menciona um ataque a uma sinagoga localizada na Capital (Foto: Divulgação)

Quatro jovens, entre 20 e 23 anos, foram indiciados por crime de racismo e ameaça após postagem realizada nas redes sociais nessa última quinta-feira,15. A publicação ameaça a população judaica que vive no Ceará e menciona ataque a uma sinagoga localizada na Capital. O autor e mais três jovens que fizeram comentários de cunho preconceituoso na postagem foram identificados pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) após denúncia e foram levados a depor.

A publicação mostra o mapa do Brasil com o número da população judaica presente nos estados. Após ser mencionada a existência de uma sinagoga em Fortaleza, o autor da postagem escreve: “Vamo meter o atentado lá”. Um terceiro ainda chega a responder que “ nunca é tarde pra melhorar o mundo” e um quarto se convida a assistir, “me leva quero ver”.

Um boletim de ocorrência foi prestado e na sexta-feira, 17, foram chamados para prestar esclarecimentos. Na delegacia, os investigados se mostraram arrependidos  e afirmaram que tudo era uma "brincadeira".

Responsável pelo inquérito, a delegada da 4° Delegacia do DHPP, Patrícia Sena, informou que mesmo assim eles vão responder pelos comentários. "Isso não tem justificativa,  você praticar qualquer tipo de discriminação, seja de raça, gênero ou religião, é crime passível de punição. Que sirva de lição para aqueles que acham que rede social é um portal em que se pode dizer qualquer tipo de ofensa e sair impune", ressaltou ela.  

Confira a coletiva com a delegada Patrícia Sena:

Com informações de Júlia Duarte, especial para O POVO