PUBLICIDADE
Fortaleza
NOTÍCIA

Dois homens são suspeitos de atrair vítimas através de aplicativo de relacionamento para roubá-las

O amigo de uma das vítimas teve a ideia de marcar um encontro com os suspeitos e acionar a Polícia. Caso será investigado pelo 33º Distrito Policial

14:41 | 07/01/2020
O golpista e um motorista de aplicativo de transporte de passageiros que atuava como seu cúmplice, foram conduzidos ao 9º Distrito Policial no domingo, 5
O golpista e um motorista de aplicativo de transporte de passageiros que atuava como seu cúmplice, foram conduzidos ao 9º Distrito Policial no domingo, 5 (Foto: Via WhatsApp O POVO )

Dois homens suspeitos de atrair vítimas por meio de aplicativo de relacionamentos para roubá-las foram abordados pela Polícia Militar do Ceará (PMCE) no último domingo, 5. O caso ocorreu no bairro Papicu após denúncia de uma das vítimas. Suspeito e vítima já foram ouvidos pela Polícia e o caso será investigado pelo 33º Distrito Policial (DP). 

Em entrevista ao O POVO, o jovem que se diz amigo da vítima (e não será identificado por motivos de segurança) relatou que um amigo foi assaltado por um dos suspeitos na sexta-feira, 3 de janeiro. Ele havia marcado o encontro pela rede social Instagram na avenida Beira Mar. Ao entrar no veículo, que era de transporte de passageiros, o jovem foi surpreendido e ameaçado como um objeto pontiagudo e teve o celular roubado. Ele conta que foi deixado em um terreno baldio em Caucaia, na Região Metropolitana de Fortaleza, a cerca de 20 quilômetros do local da marcação.

Após a ação, a vítima divulgou o caso e as fotos do suspeito e descobriu que outras pessoas, a maioria jovens homossexuais, já haviam sido enganadas e roubadas. Um dos amigos do jovem decidiu entrar em contato de forma proposital com o suspeito, marcar um encontro e chamar a Polícia. “Ele seguiu vários amigos meus e deu vários golpes. Dizia que ia no local buscar a pessoa e aí quando chegava, roubava as pessoas. A Polícia não tinha como se meter porque não tinha Boletim de Ocorrência. E aí eu resolvi tentar isso. Chamei quatro amigos, inclusive o que foi assaltado dia 3 de janeiro e marquei um encontro com ele”, conta.

O encontro foi marcado para um shopping, escolhido pela testemunha por ser um local movimentado e que possui um posto policial próximo. Enquanto a suposta vítima estava dentro do estabelecimento, o grupo de amigos aguardava os golpistas chegarem para anotar a placa do carro e acionar os policiais. O caso ocorreu por volta das 19h30min do domingo, 5.

“Ele disse ‘entra aí!´, só que eu enrolei e pedi para ele esperar que eu pedisse um carro para a minha amiga. Foi nesse meio tempo que a Polícia chegou e aí eu acenei para eles. Os dois perceberam e tentaram fugir, mas a Polícia conseguiu pará-los”, detalha.

Os dois abordados e todos os envolvidos foram conduzidos ao 9º DP onde foram prestados depoimentos. A vítima assaltada no começo do mês reconheceu ambos os acusados.