PUBLICIDADE
Fortaleza
NOTÍCIA

Campanha Papai Noel dos Correios presenteia crianças da Associação Vidança

Cerca de 200 alunos da escola de artes que escreveram cartinhas receberam presentes de voluntários mobilizados na campanha

22:00 | 17/12/2019
Fortaleza, Ce, BR - 17.12.19 Encerramento do Papai Noel do Correios na Associação Vidança no Bairro Vila Velha (Foto: Fco Fontelele/O POVO)
Fortaleza, Ce, BR - 17.12.19 Encerramento do Papai Noel do Correios na Associação Vidança no Bairro Vila Velha (Foto: Fco Fontelele/O POVO) (Foto: FCO FONTENELE)

No encerramento da Campanha Papai Noel dos Correios, cerca de 200 crianças da Associação Vidança, projeto social que ensina artes e ofícios no bairro Vila Velha, em Fortaleza, receberam presentes. A entrega aconteceu na tarde desta terça-feira, 17, e contou também com apresentações artísticas dos participantes do projeto.

No quarto ano participando da Campanha, a associação recebeu pela primeira vez a presença do Papai Noel. Os presentes do “bom velhinho”, como patins e bicicletas, vinham de voluntários que atenderam aos pedidos feitos pelas crianças em cartinhas.  “É muito importante esse momento. Estamos realizando sonhos”, emocionou-se Anália Timbó, diretora da associação.

O Papai Noel dos Correios abriu o evento guiando as crianças em um cortejo pelo bairro. Com música e gritos de guerra, os moradores foram convidados a irem até a associação. Em seguida, grupos artísticos apresentaram números musicais. Erico Jovino, superintendente estadual dos Correios, destacou que a parceria com a associação é importante pois ela “respira cultura”.

Pablo Samuel, aluno há dois anos do projeto, ganhou uma bicicleta na Campanha. O garoto de 11 anos informou que vai usá-la para ir a escola ano que vem, evitando assim ter de ir a pé. Ele informou que precisava muito do veículo, não escondendo a felicidade ao ganhá-lo. “Era o meu sonho, estou muito feliz”.

Na ocasião, o Correios também lançou o selo especial de Natal. A arte tem estampada uma garota com uma cartinha ao Papai Noel nas mãos. A ideia, segundo o Correios, é passar a mensagem de que “a realidade pode vir de um sonho, de uma intenção”, e que a instituição pode “participar desse momento”.

Clique na imagem para abrir a galeria