PUBLICIDADE
Fortaleza
NOTÍCIA

Mutirão da biometria: quase um terço dos atendimentos da primeira semana foi neste fim de semana

Desde segunda-feira, foram 30.813 eleitores atendidos para cadastramento da digital, sendo 10.841 no sábado e domingo

19:26 | 17/11/2019
FORTALEZA, CE, BRASIL, 16.11.2019: TRE realiza mutirão para cadastramento biometrico. Centro de Eventos. (Fotos: Fabio Lima/O POVO)
FORTALEZA, CE, BRASIL, 16.11.2019: TRE realiza mutirão para cadastramento biometrico. Centro de Eventos. (Fotos: Fabio Lima/O POVO) (Foto: FÁBIO LIMA/O POVO)

O Mutirão da Biometria realizado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE), no Centro de Eventos do Ceará, atendeu 30.813 eleitores na primeira semana de serviço.

Somente neste fim de semana foram 10.841 recadastramentos biométricos realizados, sendo 7.363 somente no sábado e 3.478 na manhã e início da tarde deste domingo.

Fortaleza tem 1.801.561 eleitores, 1.290.263 já fizeram a biometria, enquanto 511.298 ainda não compareceram à revisão. O Mutirão foi iniciado segunda-feira, dia 11, e seguirá até o próximo dia 29.

Quem não cadastrar a digital, entre várias medidas restritivas, não poderá votar nas eleições de 2020. O documento será cancelado automaticamente. Também ficam impedidos de renovar ou retirar passaporte, receber benefícios sociais como o Bolsa Família e, no caso de servidor público, não pode receber salário.

Na semana, o atendimento funcionou das 8 às 17 horas. No sábado e domingo, estava previsto para funcionar das 8 horas até o meio-dia, mas precisou ser estendido nos dois dias. No sábado, o trabalho do Mutirão foi até o fim da tarde, diante da grande procura. Hoje, funcionou das 8 às 15 horas.

Com a distribuição de pouco mais de 3 mil senhas, o atendimento foi limitado neste domingo, já que hoje o TRE não contava com mão de obra terceirizada.

Os servidores do TRE da Capital e do Interior reforçaram o trabalho nos guichês, na organização das longas filas, triagem e entrega dos títulos.

Na parte interna do Centro de Eventos, os eleitores estão aguardando o atendimento em cerca de 2 mil cadeiras, com ambiente climatizado. Porém, do lado de fora, o sol castiga os que aguardam na extensão das filas, que dão voltas na frente e laterais do Centro de Eventos.

O cadastramento biométrico foi iniciado desde 2014. O TRE dá uma orientação para eleitores que não lembram se já fizeram o procedimento: na parte superior direita do título existe a expressão IDENTIFICAÇÃO BIOMÉTRICA. Se tiver, não precisa comparecer.

Quem precisar fazer o título pela primeira vez ou transferir o documento deve aguardar o final do prazo da biometria, para pegar menos fila, já que a data-limite para essas operações também é 6 de maio de 2020.