PUBLICIDADE
Fortaleza
Noticia

Saiba como rastrear um celular em caso de perda ou roubo

É a partir de código de identificação chamado Imei, presente em todos os aparelhos telefônicos, que informações sobre localização podem ser recolhidas

09:00 | 11/11/2019
É possível rastrear um celular roubado
É possível rastrear um celular roubado (Foto: Divulgação)

Quem já passou pela experiência de ficar sem celular, seja por perda, furto ou roubo, sabe quão desesperador pode ser. Além de ficar sem o aparelho, bastante útil e importante atualmente, perder todas as informações contidas nele pode ser preocupante. Mas, você sabia que existe uma técnica de rastreamento de celulares? Fácil e prática, ela pode ser feita por qualquer pessoa. Quem dá as dicas é o professor de Computação da Universidade Estadual do Ceará (Uece), Joaquim Celestino Júnior.

Em outubro, um homem foi preso após roubar celular com rastreador e pegar táxi para fugir da cena do crime. A vítima ficou passando as informações para a Polícia,que prendeu o acusado

A técnica pode ser utilizada tanto para celulares Android quanto iOS.

Todo aparelho telefônico tem um código de identificação chamado Imei (International Mobile Equipment Identity ou Identificação Internacional de Equipamento Móvel). É considerado um dos números mais importantes do celular. “O número é único”, reforça Celestino.

É com esse número que informações como localização podem ser achadas. Isso porque esse código se liga, automaticamente, a uma “antena de rádio base”, espalhadas por toda a cidade. “Se estou caminhando ou viajando, meu celular se liga a ela e me diz onde estou. Uma antena vai passando informação para outra”, descreve o professor. Por conta de interrupções nessa ligação, os celulares podem ficar em chamadas de emergência. “Ás vezes estou dirigindo e o celular cai, porque a antena não consegue se ligar à outra”, continua.

Isso pode acontecer em locais em que essas antenas estão em falta - algo que não acontece em grandes centros urbanos, garante Celestino. E aqui vai um ponto essencial: é importante que o celular esteja ligado para que os dados sobre localização sejam repassados. É a primeira dica: deixar o celular ligado garante que o Imei possa ser rastreado. Ferramentas como essa ajudam até em casos de sequestro, por exemplo.

Em casos de perdas, furtos ou roubos, aplicativos podem ajudar na localização. “Androids e iOS têm aplicativos dentro deles para ativar o rastreamento de celular. Se você esqueceu o telefone em uma festa, por exemplo, dá para saber a última vez que o celular foi ligado nesse local”. O professor orienta a utilização de plataformas como Google, que considera uma das que têm “maior adesão de usuários”.

No Google, basta você procurar por “encontre meu dispositivo” na barra de pesquisas. Com a páginas aberta, você deve fazer login utilizando a mesma conta que está conectada ao dispositivo que deve ser achado. Você também pode deixar seu celular habilitado previamente para essas situações baixando um aplicativo com nome correspondente à busca.

Com essas ferramentas, é possível ver onde o aparelho está exatamente, se ligado ou quando foi a última vez que ele esteve ligado. “Com o Google, você vê em tempo real a pessoa se movimentando com o aparelho. O mais importante, que eu diria, é não desligar o celular”, alerta Celestino.

Serviço:

Se o teu dispositivo for android você pode fazer um teste aqui:

https://www.google.com/android/find?u=0

No caso de aparelho IOS, o suporte da Apple pode ser utilizado:

https://support.apple.com/pt-br/HT201472