PUBLICIDADE
Fortaleza
NOTÍCIA

Policial morto durante assalto em gráfica era filho único, tinha 23 anos e foi nomeado na PMCE em 2018

"A gente não sabe nem como está conseguindo cabeça para trabalhar, parece que a ficha anda não caiu. Todo mundo lamentando muito e consternado", afirma o colega PM

23:37 | 05/11/2019
O militar estava na corporação desde 2018
O militar estava na corporação desde 2018 (Foto: Via WhatsApp O POVO )

"O verdadeiro soldado nunca morre, é transferido para outra frente de batalha, ao lado de Deus", essa é a frase que fez cinza o perfil das redes sociais de agentes de segurança de todo o Estado do Ceará, nesta terça-feira, 5. Pedro Henrique Siqueira, soldado da Polícia Militar, tinha 23 anos de idade e era filho único. Ele foi vítima de um latrocínio (roubo seguido de morte), ao intervir no assalto a uma gráfica localizada no bairro João XXIII . Henrique estava no estabelecimento como cliente e reagiu no momento que foi revistado por um dos criminosos.

Alguns parentes de Henrique foram até o Instituto Doutor José Frota (IJF), no Centro de Fortaleza. Uma avó do soldado passou mal ao ser informada que o neto foi baleado e segue em uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA). Ela ainda não teria sido comunicada da morte do rapaz.  

"A gente não sabe nem como está conseguindo cabeça para trabalhar, parece que a ficha anda não caiu. Todo mundo lamentando muito e consternado", afirma um colega que pediu para não ser identificado. 

 Henrique pertencia ao Batalhão de Polícia Rodoviária Estadual (BPRE) e trabalhou nas motocicletas, recentemente atuava nas viaturas. Ele foi nomeado em 2018 e é descrito pelos colegas da corporação como uma pessoa calma e companheira. "Ele vinha cuidando da questão física, estava se dedicando a atividade física", relata um militar que pediu para não ser identificado.

Criminosos são presos

O primeiro preso aparece no vídeo do circuito de segurança da gráfica localizada no bairro João XXIII. Ele foi baleado e procurou o Frotinha da Parangaba, onde confessou o crime por meio de um vídeo gravado por policiais dentro da unidade de saúde. Iago dos Santos Monteiro, de 28 anos, possui antecedentes criminais por roubo e associação criminosa. O outro identificado foi detido no fim da noite. A identificação dele havia sido fornecida por Iago. Imagens de segurança também mostraram o segundo suspeito levando Iago em uma motocicleta.