PUBLICIDADE
Fortaleza
Noticia

Polícia prende idoso suspeito de aplicar golpes de estelionato no Ceará nos anos 80

Henrique Jorge de Oliveira Pinho, 69, já tinha dois mandados em aberto de crimes aplicados nos anos 80

16:00 | 21/10/2019
Delegado Ricardo Pinheiro, diretor da Departamento de Polícia do Interior Sul.
Delegado Ricardo Pinheiro, diretor da Departamento de Polícia do Interior Sul. (Foto: Jullie Vieira /Especial para O POVO)

A Polícia Civil do Estado do Ceará prendeu Henrique Jorge de Oliveira, 69 anos, suspeito de aplicar mais de 20 golpes de estelionato nos anos 80 no Ceará. O suspeito foi capturado na noite do último sábado, 19, quando saía de uma padaria no bairro Meireles, em Fortaleza.

O homem tinha dois mandados de prisão em aberto e usava a própria imobiliária para aplicar os golpes em centenas pessoas.

De acordo com as investigações da Polícia, Jorge comprava vários terrenos, os dividia em lotes e depois usava a imobiliária para revender os mesmos terrenos várias vezes.

As ações do suspeito se concentravam principalmente na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF). Ele colocava os terrenos à venda com preços acessíveis e com logos prazos.

Os compradores efetuavam o pagamento completo de cada terreno e só depois procuravam passar o imóvel para o seu nome, só aí é que descobriam que Jorge tinha vendido o terreno para outra pessoa.

Na época em que era titular da Delegacia de Defraudações e Falsificações (DDF), Jaime de Paula Pessoa Linhares, explicou que, após cometer os crimes, Jorge se mudou para São Paulo e só depois retornou para Fortaleza. "Ele foi indiciado em 18 inquéritos policiais pelo crime de estelionato”, conta.

De acordo com o com o delegado Ricardo Pinheiro, diretor do DPI Sul, Jorge também é investigado pelo mesmo tipo de crime, envolvendo a venda de lotes em duplicidade na região de Aracati, no Litoral Leste. “Nós investigamos esse esquema criminoso da venda duplicada de lotes na região do Aracati, em Parajuru, Beberibe, e em Fortim. São loteamentos grandes que sofreram valorização ao longo dos anos e foram vendidos por duas vezes, causando prejuízo para várias pessoas”, esclareceu

 

O suspeito foi conduzido para 2º Distrito Policial e de lá foi transferido para a Delegacia de Capturas, onde está à disposição da Justiça.