PUBLICIDADE
Fortaleza
Noticia

Prefeitura lança auxílio complementar ao Bolsa Família para crianças de até 2 anos e 11 meses

Presente no lançamento, o prefeito Roberto Cláudio comentou a importância da valorização e do cuidado com as crianças, principalmente na primeira infância

17:21 | 11/10/2019
A primeira-dama Carol Bezerra e o prefeito Roberto Cláudio, durante lançamento do cartão
A primeira-dama Carol Bezerra e o prefeito Roberto Cláudio, durante lançamento do cartão "Missão Infância", da Prefeitura de Fortaleza (Foto: Izadora Paula/Especial O POVO)

Foi oficialmente lançado na tarde desta sexta-feira, 11, o cartão “Missão Infância”, que irá beneficiar mais de 12 mil crianças em situação de vulnerabilidade com auxílio mensal no valor de R$ 50. Proposta em conjunto de diversos setores da Prefeitura de Fortaleza, a iniciativa faz parte do pacote de ações do “Missão Infância”, programa lançado em agosto de 2019.

Presente no lançamento, o prefeito Roberto Cláudio comentou a importância da valorização e do cuidado com as crianças, principalmente na primeira infância. “Uma das ações com larga evidência que tem um efeito importante, compensatório e de apoio ao desenvolvimento dessas famílias, é dar apoio a renda, principalmente para aquelas que estão na menor faixa de renda de todas. O acesso à renda a essas família permitirá, primeiro, o acesso a alimentação, o acesso a bens e insumos fundamentais, como a fralda e a roupa, numa fase crítica de desenvolvimento”, ponderou.

Todas as 11.500 famílias beneficiadas pelo cartão fazem parte do Cadastro Único do Governo Federal, portanto já recebem o Bolsa Família. O cartão “Missão Infância” busca complementar a renda familiar. “Para que o acesso a nutrição e a bens e insumos básicos possa facilitar a vida de pais, para eles, com mais tranquilidade, com mais tempo e com mais dignidade, poderem exercer as funções de estímulo, tão importantes para o desenvolvimento dessas crianças”, justificou RC.

Segundo o prefeito, a iniciativa se baseia em evidências científicas que indicam que as crianças nessa faixa etária que são estimuladas e incentivadas pelos pais através de aleitamento materno, conversas, brincadeiras, leituras, tato e até mesmo pelo olhar, têm um melhor desenvolvimento em diversas áreas, como educação escolar, autoconfiança, segurança e desenvolvimento econômico-pessoal.

“O apoio a renda ajuda para que pais e mães possam exercer na sua plenitude os seus papéis de paternidade e maternidade qualificados, que são tão definitivamente importantes e essenciais para o destino dessas crianças”, concluiu Roberto Cláudio. Para tanto, o benefício será estendido para as crianças de até 2 anos e 11 meses, cujas famílias foram selecionadas a partir do Cadastro Único para Programas Sociais, do Governo Federal.

O valor do novo benefício foi instituído baseando-se em três pilares: considerando o que cada família já recebe do Bolsa Família; um estimativa da Prefeitura da quantidade de recurso necessário mínimo para a alimentação das crianças; e as contingências orçamentárias do Município, já que o recurso do programa é do Tesouro Municipal

Também envolvida no projeto, a primeira-dama de Fortaleza, Carol Bezerra, demonstrou felicidade com a novidade e gratidão aos envolvidos. Para ela, o programa trata da diminuição da disparidade de oportunidades entre as diferentes classes sociais. “As minhas filhas têm uma oportunidade, as crianças vulneráveis têm uma outra oportunidade. A gente tem que aproximar. Que essas crianças tenham as mesmas oportunidades que as minhas filhas têm. O nosso sonho é esse, que essas crianças se desenvolvam, sejam mais felizes. Com essa gama de projetos que a gente tem, eu acho que a gente chega numa maior equidade no tratamento dessas crianças”. 

Como funciona o benefício

O cartão será distribuído para as famílias que já estão no Cadastro Único do Governo Federal, portanto, são beneficiárias do Bolsa Família. Dentre estas, serão selecionadas as famílias em situação de maior vulnerabilidade, ou seja, aquelas que possuem a menor renda. Estas serão as famílias que receberão o cartão “Missão Infância” da Prefeitura de Fortaleza.

O benefício é no valor de R$ 50 para cada criança de idade até 2 anos e 11 meses. Por isso há uma diferença no número de famílias beneficiadas (cerca de 11.500) e crianças que recebem o cartão (são 12.220 crianças).

O Bradesco será a instituição financeira responsável pelo repasse do benefício através de cartão magnético, com a identificação do responsável familiar e do Número de Identificação Social (NIS). O pagamento deve ser iniciado ainda no mês de novembro de 2019, segundo a previsão da própria Prefeitura. Uma busca ativa já está sendo realizada para a inclusão de outras famílias que se encaixem nos requisitos.