PUBLICIDADE
Fortaleza
Noticia

Curso contra exploração sexual de crianças já reúne 13 mil inscritos

Parceria entre Fundação Demócrito Rocha, Câmara Municipal de Fortaleza e Universidade Aberta do Nordeste tem apoio do Unicef e Cedeca

00:00 | 10/10/2019
Solenidade de lançamento da Infância Protegida na Câmara Municipal de Fortaleza. (Foto: Mauri Melo/O POVO).
Solenidade de lançamento da Infância Protegida na Câmara Municipal de Fortaleza. (Foto: Mauri Melo/O POVO).(Foto: Mauri Melo/Mauri Melo)

O curso "Infância protegida: enfrentamento à violência sexual contra criança e adolescente" atingiu, até a manhã desta quinta-feira,10, 13.379 inscrições. O balanço foi divulgado na Câmara Municipal de Fortaleza (CMF), onde ocorreu o lançamento do projeto. As aulas serão ministradas online, com quatro encontros presenciais não-obrigatórios na Capital cearense.

A iniciativa abriu inscrições, abertas desde 1º de outubro, de forma gratuita. Os alunos com desempenho satisfatório no curso, com 140 horas/aula e desenvolvido na modalidade Ensino a Distância (EAD), serão certificados pela Universidade Estadual do Ceará (Uece). A oportunidade é graças a parceria entre a CMF, a Fundação Demócrito Rocha e a Universidade Aberta do Nordeste (Uane). Com apoio Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) e do Centro de Defesa da Criança e do Adolescente (Cedeca).

A expectativa do curso Infância Protegida é alcançar professores, profissionais da saúde, conselheiros tutelares e lideranças comunitárias. “Eu espero que eles não lidem com esse problema, mas se bater na porta, possam ajudar a sair e dar condição de que a criança não fique mais prejudicada do que o ato já ocorrido. A nossa base principal é a proteção. Que ela esteja protegida antes de qualquer crime”, comenta Antônio Henrique, presidente da Câmara Municipal de Fortaleza.

E é justamente em relação a esse ponto que Valéria Xavier, coordenadora do projeto, adianta sobre o conteúdo a ser visto durante o período do curso, de 21 de outubro a 6 de janeiro. “Dentre os módulos, a gente trata para quais sinais olhar e identificar mesmo antes da agressão em si acontecer. Orientamos as pessoas do entorno dessas crianças e adolescentes a como proceder, qual rede de apoio procurar, como o indivíduo pode ser acolhido e as consequências que podem acarretar para o agressor”, explica Valéria.

Chefe do escritório do Unicef em Fortaleza, Rui Aguiar destaca o trabalho desenvolvido pelo órgão das Nações Unidas há 30 anos no Ceará. Para ele, o curso EAD ofertado pela Uane chega numa boa hora. Sobretudo pelo momento de renovação do quadro de funcionários pelo qual passa os Centros de Referências de Assistência Social, como Creas e Caps. O profissional aponta para a necessidade de capacitação desses profissionais para o enfrentamento aos abusos contra os indivíduos mais jovens.

“Nos interessa a capilaridade. Esse curso vai nos permitir chegar com essa informação em 20 estados brasileiro, em 1.924 municípios, onde o Unicef tem uma atuação. Não apenas aqui no Ceará", projeta Rui. A expectativa dele também é de alcançar adolescentes engajados em trabalhos sociais nas cidades.

O curso de extensão - com 140 horas/aula - será desenvolvido na modalidade Ensino a Distância (EAD), e é composto por:

- 12 fascículos impressos encartados no O POVO, durante as segundas-feiras, de 21 de outubro a 6 de janeiro;

- 12 videoaulas de 15 minutos, cada, a serem exibidas na TV O POVO às terças-feiras, de 22 de outubro a 7 de janeiro, às 19 horas, com reprise todas as quintas-feiras no mesmo horário;

-12 radioaulas de uma hora de duração, cada, veiculadas aos sábados, na rádio O POVO CBN AM 1010, de 26 de outubro a 11 de janeiro, das 9 horas às 10 horas;

- Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA), que vai agregar todo o conteúdo listado acima para facilitar o acesso do aluno ao material no horário mais conveniente.

- Quatro encontros presenciais de seis horas, cada, a serem realizados em Fortaleza (locais em definição), nos dia 8, 22 e 29 de novembro e 6 de dezembro;

- Revista a ser lançada em janeiro, reunindo todas as ações desenvolvidas, por meio de participação dos principais atores e temas discutidos, além das conclusões e resultados alcançados.