PUBLICIDADE
Fortaleza
NOTÍCIA

Primeiro dia de campanha de vacinação contra sarampo tem movimento tranquilo nos postos de Fortaleza

Crianças de 6 meses até 5 anos são o alvo da primeira fase da campanha. Na segunda etapa, jovens de 20 a 29 anos devem ser imunizados

14:31 | 07/10/2019
Vacinação no Posto de Saúde Irmã Hercília Aragão, no bairro São João do Tauape, nesta segunda-feira
Vacinação no Posto de Saúde Irmã Hercília Aragão, no bairro São João do Tauape, nesta segunda-feira (Foto: Mauri Melo)

O começo da Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo em Fortaleza, nesta segunda-feira, 7, foi considerado tranquilo. Com maior movimento no início da manhã, os postos de saúde da Capital deram início ao atendimento a crianças a partir de 6 meses e menores de 5 anos que ainda não tinham sido imunizadas. De acordo com a Secretaria Municipal da Saúde (SMS), todas as unidades estão abastecidas com doses da tríplice viral, que protege contra o sarampo, a caxumba e a rubéola.

A professora universitária Kelma Pires visitou o posto Irmã Hercília Aragão, no bairro São João do Tauape, com o filho de um ano para seguir o tratamento de imunização da doença. Levy Pires tomou a dose zero com 11 meses. Agora, 30 dias depois, ele toma a primeira dose junto com as outras vacinas requeridas para a idade. Kelma diz que o outro filho, de quatro anos, também já está vacinado contra o sarampo. Ela costuma seguir à risca as datas da caderneta de vacinação das crianças.

LEIA TAMBÉM | Crianças são foco de vacinação para conter surto

A dose zero foi criada pelo Ministério da Saúde para diminuir ainda mais as chances de transmissão da doença para crianças, um dos grupos de risco. A primeira dose continua sendo aplicada quando o bebê completa um ano e a segunda aos 15 meses. Entre crianças menores de 5 anos, é mais comum o risco de se desenvolver complicações decorrentes do sarampo, como cegueira, pneumonias e encefalite. Em 2018, dos 12 óbitos registrados pelo Ministério, 10 eram crianças nessa faixa etária.

Aline Gouveia, coordenadora das Regionais de Saúde de Fortaleza, afirma que as unidades de saúde de Fortaleza estão abastecidas. Conforme a procura aumentar, a Secretaria da Saúde do Estado (Sesa) libera mais doses, que são enviadas pelo Governo Federal. Em setembro, o Ministério da Saúde enviou 155 mil doses da vacina para o Ceará. Na semana passada, conforme apurado pelo O POVO, diversos postos de saúde estavam desabastecidos.

Para aumentar a adesão da população, a coordenadora informa que estão acontecendo buscas ativas pelas crianças do grupo de risco. Cada posto busca nos cadastros os bebês atendidos pela unidade e confere os que não estão vacinados contra o sarampo. A partir disso, são dirigidas equipes de agentes de saúde comunitária para visitar a casa das famílias e informar sobre a necessidade da imunização. Outro medida é a exigência da caderneta de vacinação no momento da matrícula na rede municipal de ensino.

Serviço:

Quem deve se vacinar nesta fase da campanha?

Crianças de 6 meses a menores de 5 anos, não vacinadas ou com esquema de vacinação incompleto.

Até quando vai a Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo?

A campanha começou nesta segunda e vai até o dia 25 de outubro. A segunda etapa deve acontecer no período de 18 a 30 de novembro para jovens de 20 a 29 anos.

Quais documentos são necessários para a vacinação?

Cadastro no SUS e a caderneta de vacinação. Se a criança não estiver cadastrada, o responsável deve levar documento de identidade, comprovante de endereço e certidão de nascimento do bebê.

Onde a vacina está sendo distribuída?

Nos postos de saúde municipais. Clique aqui para verificar os endereços e telefones dos postos de Fortaleza.