PUBLICIDADE
Fortaleza
Noticia

Doses extra de vacinas contra o sarampo já podem ser encontradas em postos de saúde da Capital

O POVO Online visitou quatro postos de saúde na manhã desta quarta-feira, 4. Apenas uma das unidades não possuía doses disponíveis da vacina

13:29 | 04/09/2019
Vacinação contra Sarampo nos postos de saúde da Prefeitura de Fortaleza
Vacinação contra Sarampo nos postos de saúde da Prefeitura de Fortaleza(Foto: Mauri Melo/O POVO)

As doses extras da vacina contra o sarampo enviadas pelo Ministério da Saúde na última semana já podem ser encontradas em postos de saúde da Capital. Na manhã desta quarta-feira, 4, O POVO Online visitou quatro postos de saúde em Fortaleza e constatou a falta de vacinas em apenas uma unidade, localizada no Bairro de Fátima. Em relação aos outros três postos, foi detectada uma alta demanda de pacientes, atendida com as vacinas disponíveis.

Natália Barbosa, 31, levou a filha de nove meses para se vacinar no Posto de Saúde Doutor Luís Costa, no Benfica, e ressalta que acha fundamental prevenir contra as doenças sempre que há algum risco. Ela explica que ficou sabendo que a vacina estava disponível na unidade por meio do agente de saúde que atende à região. Os profissionais foram orientados a dar maior atenção às casas com crianças pequenas, que estão na faixa etária com maior necessidade de vacinação, entre seis e 11 meses.

Para aqueles que não se vacinaram quando criança, ainda é possível receber a dose contra a doença. Pessoas de até 49 anos podem se dirigir às unidades e solicitar a vacina. Até os 29 anos, os usuários devem tomar duas doses, com intervalo de 30 dias. Já entre 30 e 49 anos, a dose é única.

A dúvida se havia tomado a segunda dose da vacina quando criança fez com que Larissa Marte, 29, fosse ao posto de saúde Irmã Hercília Aragão, no São João do Tauape. Ela fala que não conseguiu achar seu cartão de vacinação, mas pelo nome consegue verificar no sistema da unidade se precisa tomar uma nova dose. Larissa relatou que tem um filho de 11 meses e sempre está atenta ao calendário de vacinação.

Segundo a Secretaria Municipal da Saúde (SMS), as doses já foram distribuídas para os 113 postos de saúde da Capital. A secretaria ainda explica que o abastecimento nas unidades é feito para garantir os estoques. “Para reposição dos estoques, os postos solicitam à SMS que informa a necessidade de abastecimento junto à Secretaria da Saúde do Estado (Sesa), que recebe as doses enviadas pelo Ministério da Saúde para distribuição nos municípios”, pontou, em nota, a SMS.