PUBLICIDADE
Fortaleza
NOTÍCIA

19 alunos do Colégio dos Bombeiros são convocados para seletiva das olimpíadas internacionais de astronomia

Escola foi a estadual com o maior número de alunos convocados no Ceará

20:10 | 14/08/2019
Escola foi a estadual com o maior número de alunos convocados no Ceará
Escola foi a estadual com o maior número de alunos convocados no Ceará (Foto: Divulgação / CMCB)

Dezenove alunos do Colégio Militar do Corpo de Bombeiros (CMCB) foram convocados para participar da primeira etapa do processo seletivo para formação das equipes que representarão o Brasil em olimpíadas internacionais de astronomia, a partir de 2020. Um estudante é do 2º ano do Ensino Médio e os demais são do 9º ano do Ensino Fundamental.

O CMCB foi a escola estadual cearense com o maior número de alunos convocados. Nacionalmente, foi a terceira de caráter militar a ter mais convidados para participar do processo seletivo, ficando atrás dos colégios militares de Recife e de Brasília – ligados ao Exército Brasileiro.

Para ser selecionado, o aluno deveria obter notas iguais ou superiores a 9 (nível fundamental) e 7 (nível médio) nas provas da Olimpíada Brasileira de Astronomia (OBA), realizada em maio.

A partir de setembro, cada estudante convocado prestará provas online, juntamente com concorrentes de todo o País, em processo que culminará na escolha de contingente reduzido para a etapa presencial, no Rio de Janeiro.

Os alunos do CMCB já se destacaram em olimpíadas e concursos de astronomia. Desde 2017, estudantes ganharam medalhas na OAB ou chegaram a se classificar em etapas nacionais. O número obtido neste ano, porém, tem sido considerado inédito pela instituição.

Professor de Astronomia da CMCB, o primeiro-tenente Romário destaca os resultados obtidos nos anos anteriores para se chegar a resultado expressivo no que diz respeito às 19 convocações. "De 2017 para cá, os mais interessados se mantiveram participando voluntariamente de aulas semanais de astronomia e agora que chegaram ao 9º ano tiveram a primeira chance de serem chamados para a seletivas. E não deixaram a oportunidade passar em branco!”, comemora.