PUBLICIDADE
Fortaleza
NOTÍCIA

Debates do Povo terá edição especial aberta ao público; inscrições já podem ser feitas

Programa especial será transmitido no Facebook da rádio O POVO CBN e do O POVO Online. Os 200 dias do Governo Bolsonaro serão debatidos

13:23 | 16/07/2019
Marcos Tardin é mediador do Debates do Povo
Marcos Tardin é mediador do Debates do Povo(Foto: Fabio Lima/O POVO)

O programa Debates do Povo, da rádio O POVO CBN, terá edição especial na próxima terça-feira, 23, a partir das 19 horas. Marcos Tardin, âncora do programa, recebe o jornalista Plínio Bortolotti e o advogado Rodrigo Marinho para discutir os 200 dias de Governo Bolsonaro. O público, tão essencial no debate, poderá acompanhar presencialmente a edição no Espaço O POVO de Cultura e Arte, na sede do Grupo de Comunicação O POVO.

Estão disponíveis 60 vagas, com inscrições já abertas. O especial será transmitido no Facebook da rádio e do O POVO Online.

No ar desde 1982, há quase 40 anos, o Debates é o mais antigo e de maior sucesso programa da rádio O POVO CBN. Agora, com maturidade e tendo passado por transformações, é hora de estreitar os laços com o público. É o que afirma o editor-chefe da rádio, Ítalo Coriolano.

O ouvinte, que participa diariamente, seja por telefone ou por mensagens no WhatsApp, "torce'" por um lado ou outro da mesa. O modelo clássico é o de confronto de ideias, sempre com debatedores de opiniões distintas.

"Estamos oferecendo, digamos assim, essa oportunidade de as pessoas conhecerem de perto o Plínio, o Tardin, o Rodrigo Marinho, conversarem com eles, apresentarem sua opiniões e análises nesse Debates especial", pontua Coriolano. "As pessoas vão poder acompanhar de perto tudo aquilo que elas estão acostumadas apenas a ouvir ou ver pelas nossas redes sociais. Se de longe as coisas acontecem de forma tão acalorada, tão intensa, imagina como vai ser com todo mundo ali juntinho".

A discussão, por mais acalorada, ocorre sem abrir mão do respeito e da ética. "Isso é fundamental para que o debate de fato aconteça. Ninguém pode achar que é o dono da verdade, da razão. São pontos de vista diversos, uma pluralidade de pensamentos que ajuda a tornar o nosso programa em algo tão rico. É desta forma que o jornalismo e a própria democracia se fortalecem", pondera o editor-chefe da rádio O POVO CBN.

Marcos Tardin, âncora do programa desde outubro de 2018, acredita que a presença física dos ouvintes vai gerar "um calor e uma tensão diferentes" para o debate. "Estamos ansiosos para ver como vai ser esse contato com o público, como vai ser a dinâmica, a interação. É o conceito do programa indo às últimas instâncias. Tudo com respeito, com educação".

Produtora do Debates do Povo, Selma Vidal destaca a importância de, pela primeira vez em 37 anos, público, debatedores e o Grupo O POVO estarem do mesmo lado. "É essencial essa proximidade para as pessoas entenderem como funciona um programa ao vivo, toda essa movimentação dos convidados e poderem fazer perguntas", explica a jornalista.

Hoje, Plínio Bortolotti, jornalista da Casa, é o único debatedor fixo do programa. Rodrigo Marinho, que tem participado eventualmente do outro lado da mesa, vem direto de Brasília, onde mora, para a edição especial do programa.

A mesa original do programa era formada pelos jornalistas Adísia Sá, ombudsman emérita do O POVO, que até hoje mantém quadro de comentários no programa O POVO no Rádio, Themístocles de Castro e Silva, já falecido, e Francisco Auto Filho, que é também político e professor. A mediação era do escritor e professor Carlos D'Alge, já falecido.

Serviço

Debates O POVO Especial, aberto ao público

Tema: 200 dias de Governo Bolsonaro

Com Plínio Bortolotti e Rodrigo Marinho

Quando: 23 de julho (terça-feira), às 19 horas

Espaço O POVO de Cultura e Arte (Av. Aguanambi, 282)

Inscrições gratuitas no site Sympla

Vagas: 60

Redação O POVO Online