PUBLICIDADE
Fortaleza
NOTÍCIA

Entenda o que provoca chuvas no mês de julho no Ceará

Previsão para os próximos três dias é de mais precipitações

10:14 | 11/07/2019
Mesmo com as chuvas do início do mês, Ceará não superou a média para junho
Mesmo com as chuvas do início do mês, Ceará não superou a média para junho (Foto: Fabio Lima)

Mesmo após o fim da quadra chuvosa, período que compreende os meses de fevereiro a maio, o Ceará continua registrando índices chuvosos significativos. Em Quixeramobim, choveu 34 milímetros entre as 7 horas de quarta-feira, 10, e o mesmo horário desta quinta, 11. Na capital cearense, a chuva começou na madrugada e segue com episódios durante esta manhã. Mas o que explica estas precipitações em pleno mês de julho?

Segundo o meteorologista da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) David Ferran, o fenômeno que provoca as chuvas neste período, chamado de Distúrbio Ondulatório Leste (DOL) ou Ondas de Leste, é comum e se relaciona com as precipitações na costa leste do Nordeste, principalmente em cidades como Recife e Natal. 

E David Ferran lembra: tem chuva todo mês do ano no Ceará. O que é diferente da quadra chuvosa é a quantidade registrada. "Em média, nos meses de março e abril, chove 200 milímetros. Em julho, a média é de 15 e em agosto fica em 4 milímetros", indica.

O sistema Ondas de Leste faz com que áreas de instabilidade de ventos avancem para o continente vindas do oceano Atlântico, geralmente entre junho e agosto, atingindo, principalmente, a costa leste do Nordeste. David ainda ressalta que, devido à atuação do sistema, as chuvas em Fortaleza acontecem, geralmente, durante a madrugada e a manhã.

Próximos dias

O meteorologista David Ferran prevê continuidade das precipitações no Ceará até sábado, 13. A previsão é de nebulosidade variável com chuva isolada nos litorais de Fortaleza e do Pecém. Nas demais regiões, previsão de céu parcialmente nublado. 

Gabriela Feitosa/ESPECIAL PARA O POVO