PUBLICIDADE
Fortaleza
NOTÍCIA

Sanfoneiro atingido por disparo em perseguição policial na Bahia é transferido para Fortaleza

Os médicos alegaram que o músico estava impossibilitado de realizar viagens longas, devido à lesão, e não pôde ser transferido antes

10:49 | 09/07/2019
Sanfoneiro baleado em ação da PM contra veículo de banda de forró cearense será transferido para hospital em Salvador.
Sanfoneiro baleado em ação da PM contra veículo de banda de forró cearense será transferido para hospital em Salvador.(Foto: Reprodução/Instagram)

Atingido por disparo em ação da Polícia Militar da Bahia, o sanfoneiro Eliedelson Possidônio Júnior, da banda cearense Sala de Reboco, foi transferido, na manhã desta terça-feira, 9, para um hospital em Fortaleza. A família do músico tentava encaminhá-lo para a Capital desde a última sexta-feira, mas os médicos alegavam que, devido à lesão, ele estava impossibilitado de realizar viagens longas.

Eliedelson foi um dos atingidos quando a banda Sala de Reboco retornava de um show no município de Irecê, no interior da Bahia. Os integrantes do grupo estavam em um carro e seguiam para uma confraternização. A dançarina Gabriela Amorim, 25, morreu na ação policial e outros dois músicos ficaram feridos, entre eles a vocalista, Joelma Rios, que diz que foram disparados mais de 30 tiros em direção ao veículo. O caso foi na madrugada de sexta-feira, 5.

A PM informou ainda que os disparos foram feitos após o carro furar os dois bloqueios policiais.

Segundo um dos passageiros, porém, os policiais estavam com faróis apagados quando começaram a perseguir o grupo, que teria se assustado com a possibilidade de um assalto. 

Redação O POVO Online