PUBLICIDADE
Fortaleza
NOTÍCIA

95% das escolas municipais não tiveram aula por conta dos protestos; secretaria garante reposição

Os professores aderiram ao Dia Nacional de Paralisação contra a proposta da reforma da Previdência e os cortes na Educação

19:11 | 14/06/2019
Estudantes fizeram parte da manifestação contra a reforma da previdência e os cortes da educação nesta sexta-feira, 14.
Estudantes fizeram parte da manifestação contra a reforma da previdência e os cortes da educação nesta sexta-feira, 14. (Foto: Fabio Lima/ O POVO)

A Secretaria Municipal da Educação (SME) informou que 95% das escolas municipais não tiveram aulas nesta sexta-feira, 14, já que os professores aderiram ao Dia Nacional de Paralisação contra a proposta da reforma da Previdência e os cortes na Educação. O órgão afirmou que o dia de aula perdido nesta sexta-feira será reposto.

Leia mais: Escolas públicas aderem à greve e não têm aula nesta sexta-feira

Leia mais: Confira o que foi afetado pelas manifestações na Capital e Interior do Estado

A greve geral convocada para hoje faz parte de uma série de atos que acontecem em todo o Brasil desde maio. Segundo o Sindicato dos Professores e Servidores da Educação e Cultura do Estado e Municípios do Ceará (Apeoc), houve acordo unificado entre os colégios públicos de todo o Estado para aderir à paralisação geral dos trabalhadores. O Apeoc contabiliza que professores da rede pública de pelo menos 27 cidades do Estado acordaram na adesão.

A Secretaria Estadual da Educação (Seduc) informou que não haverá prejuízos para a aprendizagem dos alunos e os 200 dias letivos serão cumpridos.

Redação O POVO Online