PUBLICIDADE
Fortaleza
NOTÍCIA

Três vias de Fortaleza recebem obras de requalificação a partir desta semana

Obras devem durar oito meses e custar R$ 9,8 milhões

11:48 | 24/05/2019
Obras começaram na última segunda-feira, 20
Obras começaram na última segunda-feira, 20(Foto: Fábio Lima)

O prefeito Roberto Cláudio (PDT) assinou na manhã desta sexta-feira, 24, a ordem de serviço para obras em três vias de Fortaleza. A avenida Vicente de Castro (continuação da avenida Beira Mar) e as ruas Adolfo Caminha, na Praia de Iracema, e João Moreira, no Centro, deverão receber novas pavimentação, iluminação e arborização, além de requalificação de calçadas.

Apesar de a assinatura ter sido nesta sexta, as obras tiveram início na segunda-feira, 20, e estão previstas para durar oito meses. Segundo o prefeito, os locais foram escolhidos por receberem grande circulação de fortalezenses e turistas.

“São três corredores de grande valor que até terão importância econômica e turística, mas a maior importância da obra é requalificar alguns espaços que são muito utilizados no dia a dia de Fortaleza”, disse Roberto Cláudio.

Ao todo, as obras custarão R$ 9,8 milhões. Para a avenida Vicente de Castro, o projeto prevê troca do piso das calçadas, drenagem e implantação de ciclofaixas, indo até o farol do bairro Serviluz. Segundo a secretária municipal da Infraestrutura, Manuela Nogueira, essa via deve ter as mudanças mais intensas entre as três. 

Já para as demais ruas, o projeto prioriza o pedestre. O prefeito destaca que a rua João Moreira concentra diversos patrimônios históricos do Centro, como o Passeio Público, a Santa Casa de Misericórdia e o Centro de Turismo de Fortaleza (Emcetur). Com as obras, é esperado que mais pessoas queiram visitar esses locais. “Queremos trazer de novo o fortalezense e o turista para ocupar o Centro nas horas não comerciais, para que à noite e no fim de semana as pessoas se sintam atraídas a ir e que seja um lugar agradável para andar a pé”, afirma Manuela.

 Com informações do repórter Rubens Rodrigues

Redação O POVO Online