PUBLICIDADE
Fortaleza
NOTÍCIA

Ação da Polícia Civil apreende mais de R$ 40 mil em drogas sintéticas em Fortaleza

Operação também resultou na prisão de quatro pessoas, autuadas por tráfico e associação

22:23 | 09/05/2019
O grupo portava mil selos de LSD, além de 42 comprimidos de ecstasy; com um deles, também foram encontrados 50 gramas de haxixe
O grupo portava mil selos de LSD, além de 42 comprimidos de ecstasy; com um deles, também foram encontrados 50 gramas de haxixe(Foto: Natália Coelho/Especial para O POVO)

A Polícia Civil do Estado do Ceará apreendeu mais de R$ 40 mil em drogas sintéticas durante operação que foi deflagrada na última sexta-feira, 3, por meio de equipes da Divisão de Combate ao Tráfico de Drogas (DCTD). A ação também resultou na prisão de quatro pessoas. Os detalhes da operação foram fornecidos em coletiva de imprensa nesta quinta-feira, 9, mediada por Gregório Neto, delegado da DCTD.

Os autuados foram Maria Lilia de Sousa Silva, 22 anos; Rodrigo César Moura de Sá, 24; Francisco Bruno Cordeiro de Vasconcelos, 25; e Antônio Carlos Clementino Júnior, 24. Dentre os quatro, apenas Antônio Carlos tem antecedentes criminais; são duas passagens por tráfico de drogas. No momento da apreensão, inclusive, ele usava tornozeleira eletrônica.

A operação faz parte de investigação da Polícia e teve início na casa de Maria Lilia, no bairro Vila Velha, onde foram encontrados 975 selos de LSD e R$ 600. Ela confessou que havia recebido os sintéticos pelo correio pela segunda vez, à pedido de Rodrigo. Segundo Maria Lilia, ela fazia o recebimento da droga em troca de R$ 50, mas não participava da comercialização. O segundo foi apreendido em sua casa, no Quintino Cunha, com R$ 600, e confessou que fazia isso a mando de Francisco Bruno, pois era devedor de certa quantia de dinheiro. Rodrigo também negou seu envolvimento na venda dos entorpecentes.

A Polícia encontrou Francisco Bruno com ecstasy, LSD e haxixe, dentro de um carro no Benfica. Estava presente também Antônio Carlos, que negou participação e afirmou estar participando de uma corrida por aplicativo. Entretanto, já na delegacia, foram encontrados 10 comprimidos de ecstasy em sua roupa íntima.

Somando a quantidade encontrada com Maria Lilia e com Francisco Bruno, o grupo portava mil selos de LSD, além de 42 comprimidos de ecstasy, divididos entre Francisco Bruno e Antônio Carlos. Na casa de Francisco Bruno também foram encontrados 50 gramas de haxixe.

Segundo o delegado, o custo de venda de cada um dos selos de LSD é de R$ 40; no caso do ecstasy, o preço costuma variar entre R$ 50 e 60. "Embora seja uma quantidade pequena, o valor é muito alto. Só aqui, temos mais de R$ 40 mil", explicou Gregório.

Os quatro suspeitos serão enquadrados nos artigos 33, tráfico de drogas; e 35, associação para o tráfico; do Sistema Nacional de Políticas Públicas sobre Drogas (Sisnad). A pena pode chegar a 15 anos para tráfico e dez anos para associação.

Izadora Paula | Natália Coelho