PUBLICIDADE
Fortaleza
NOTÍCIA

Em dia de anúncio de obras, conheça a rotina de quem passa pelo engarrafado viaduto do Makro

Mesmo fora do horário de pico, há congestionamentos. Após anúncio de obras no viaduto, a principal preocupação de motoristas é se fica pronto no prazo

13:18 | 03/05/2019
Pela manhã, quem ia sentido Raul Barbosa, enfrentou congestionamento mesmo após horário de pico
Pela manhã, quem ia sentido Raul Barbosa, enfrentou congestionamento mesmo após horário de pico(Foto: Gabriela Feitosa/Especial para O POVO)

Nesta manhã, quem passava pelo conhecido viaduto do Makro, BR-116, precisou ter paciência para enfrentar o congestionamento. O problema é recorrente e o anúncio de obras para melhorar o trânsito foi recebido com preocupação pela população, apesar do entusiasmo. Além do tráfego de carros, ônibus e motocicletas, muitos caminhões de carga pesada passam pelo local, que logo se torna complicado, como definem os próprios motoristas. O POVO Online conversou com algumas pessoas que passavam pela avenida e constatou algumas dificuldades que os motoristas passam no dia-a-dia para conseguir se locomover pela região.

O viaduto do Makro passará por obras de requalificação, anunciadas nesta sexta. A ação será realizada pela Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seinf) e terá o prazo de 12 meses, com início no dia 15 de maio. O orçamento liberado pela Caixa Econômica Federal foi de aproximadamente R$ 20 milhões e o projeto faz parte do programa de obras de mobilidade urbana do corredor Parangaba/Papicu”.

A reforma prevê a duplicação do viaduto, que totalizará oito faixas, mas também pretende implantar um novo esquema de drenagem, a fim de acabar com os alagamentos. Além de instalar novo sistema de iluminação, novas paradas de ônibus e pavimentação, também vai aumentar a rede cicloviária em 8,5 quilômetros. Apesar das novidades, pontos importantes foram trazidos pela população, como o prazo para conclusão da obra e a situação do local enquanto ela acontece.

Projeto de como deverá ficar o novo viaduto da Alberto Craveiro sobre a BR-116
Projeto de como deverá ficar o novo viaduto da Alberto Craveiro sobre a BR-116 (Foto: DIVULGAÇÃO)

“São 12 meses de dificuldade, mas o viaduto pode favorecer muito o trânsito”, comenta Carlos Aquino, acrescentando que uma de suas preocupações é de como o trânsito ficará durante a obra de 12 meses. Carlos mora em Eusébio, trabalha no Centro de Fortaleza e se desloca constantemente para Fortaleza. O alagamento causado pelas chuvas, segundo ele, é um dos maiores problemas do local. Ponto importante de conexão da Capital, o viaduto do Makro liga bairros importantes da cidade como Aldeota, Parangaba, Montese, Maraponga, além de ser um corredor turístico, já que é caminho para o Aeroporto e Castelão.

Alagamento recorrente em dias de chuva nas proximidades do Makro
Alagamento recorrente em dias de chuva nas proximidades do Makro (Foto: O POVO.DOC)

O período chuvoso também é mencionado como dificuldade na avenida por Geyza Gardênia. Ela mora próximo à avenida Alberto Craveiro e, apesar de transitar em horários menos congestionados, não enfrentando muitos engarrafamentos, afirma que os alagamentos sempre atrapalham o trânsito, principalmente para quem vem sentido aeroporto. Geyza torce para que haja melhorias.

Élder Rodrigues, que dirigia o caminhão da empresa em que trabalha, revelou que acidentes são comuns na avenida, resultado do trânsito complicado. O motorista explica que passa diariamente pelo viaduto e, além do engarrafamento “normal” da avenida, é necessário paciência para lidar com esses acasos. A expectativa é de que, com o novo viaduto, a situação se torne mais tranquila e o trânsito seja mais fluido.

Alagamentos no local são recorrentes, como mostram estas imagens de arquivo:

Gabriela Feitosa e Natália Coelho/especial para O POVO