PUBLICIDADE
Fortaleza
ANIMAIS DE RUA

Homem é atacado por cachorros na Praça das Flores na manhã desta quinta

O mesmo grupo de cachorros atacou outra pessoa na manhã desta quinta-feira, 28, na Praça das Flores

21:16 | 28/03/2019

O professor e médico cirurgião plástico, Marcos Cunha, foi atacado por cinco cachorros na Praça Carlos Alberto Studart (Praça das Flores), no bairro Aldeota, em Fortaleza, na manhã desta quinta-feira, 28. Em entrevista ao jornalista Luiz Viana, no programa O POVO no Rádio, da Rádio O POVO CBN, o médico relatou que caminhava pela praça da avenida Desembargador Moreira, onde viu uma pessoa do outro lado sendo atacada. “Essa mesma matilha de cachorros me atacou. Eu tentei me defender, mas só estava eu no local”.

“Estou quase impossibilitado de andar porque o joelho está machucado. Foi o local que o cachorro me agrediu. Depois de me defender muito, eu caí no chão. Caso contrário, se fosse uma criança ou pessoa de idade, eles teriam sido mordido pelos cães”, afirma. Marcos Cunha ainda disse que cachorros e gatos estão sempre no local porque são trazidos por moradores de ruas que dormem na praça à noite.

“Muita gente deixou de fazer cooper [corrida] na mesma praça por conta do mau cheiro das fezes dos gatos. Eu já vi muita gente falando disso. Além desses duas agressões que não foram as primeiras”, acrescenta.

Especialista alerta sobre o que fazer

A assessora técnica do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), Cleciane Soares, afirma que ataques de animais de rua é uma demanda recebida constantemente. “Tem muito animal abandonado e é crime. As pessoas têm que se sensibilizar, porque é uma grande questão que temos enfrentado no município de Fortaleza”. Cleiane Soares alerta que para evitar o abandono dos animais é necessário avaliar se tem condição financeira e tempo. “Os animais não têm culpa. Na verdade, eles são vítimas da sociedade”.

As pessoas que forem atacadas por animais devem procurar a unidade de saúde Paulo Marcelo (rua 25 de Março, 607, no Centro) para tomar a vacina antirrábica. O horário de funcionamento é de 7 horas da manhã até às 19 horas da noite.

Telefone: (85) 3433-9701

Larissa Carvalho