PUBLICIDADE
Notícias

Movimentação no Terminal do Papicu é intensa no início da noite de segunda

Por volta das 18h, a movimentação no Terminal do Papicu era intensa, própria do horário. Policiais militares estavam em alguns dos coletivos que chegavam ao terminal

19:23 | 14/01/2019
NULL
NULL
[FOTO1]
Com os ataques que tem acontecido em Fortaleza, muitos serviços públicos têm sido comprometidos. Os ônibus que circulam em Fortaleza e na Região Metropolitana estão no centro do problema, por serem um dos alvos principais dos ataques criminosos. Entretanto, no início da noite desta segunda-feira, 14, a movimentação no Papicu era intensa, própria do horário, e seguia normal. 
 
 
Policiais militares estavam em alguns dos coletivos que chegavam ao Terminal dp Papicu. Alicia Vieira, 24 anos, utiliza a linha 042, Antônio Bezerra - Francisco Sá/Papicu, para a volta pra casa e afirmou não sentir demora no fluxo de veículos.
 [SAIBAMAIS]
Agentes da Força Nacional realizavam a segurança e se posicionavam na área externa do terminal. A expectativa continua sendo a de diminuição da frota a partir das 20h, portanto muitos passageiros demontravam pressa no local.

Para Grasielle Bandeira, técnica em edificações, desde o início da semana passada, o fluxo de ônibus estava normal do início da manhã até as 18h. "Só que a partir das 18h, já começa a diminuir. Mesmo o Sindiônibus dizendo que é só a partir das 20h, na prática isso não está acontecendo. A partir das 18h já começa a diminuir a frota", comentou ela.

Desde o início dos ataques, o cenário tem sido difícil para Grasielle, que mora na Praia do Futuro. "Todo mundo acaba ficando com medo, né? Até o próprio motorista fica com medo de andar em certos locais. O ônibus, às vezes, até muda a rota. Acaba complicando a rotina, tanto a deles, quanto a nossa".
 
Com informações do repórter Matheus Facundo
Redação O POVO Online
TAGS