PUBLICIDADE
Notícias

Forças federais ficarão um mês no Ceará, sob comando do General Theophilo

As ações das forças federais de segurança no Ceará serão planejadas pela Senasp e contará com o apoio logístico da Secretaria da Segurança Pública do Estado. Prazo poderá ser prorrogado segundo Sérgio Moro

13:00 | 04/01/2019
NULL
NULL
[FOTO1]O apoio das Força Nacional de Segurança ao governo de Camilo Santana (PT) está previsto para durar 30 dias e poderá ser prorrogado se necessário por mais de 30 dias. A determinação está na portaria assinada pelo ministro Sérgio Moro, da Justiça e Segurança Pública.

De acordo com Moro, o emprego de 300 homens das tropas federais foi "mobilizado desde a solicitação de apoio do governador (Camilo Santana) para a realização de policiamento ostensivo e de outras ações  de segurança em apoio à Polícia Federal, à Polícia Rodoviária Federal, ao Departamento Penitenciário Nacional e às demais forças de Segurança Pública do Ceará em caráter episódico e planejado por 30 dias".    
[SAIBAMAIS]
O prazo de apoio, escreveu o ex-juiz federal e hoje ministro da República, "poderá ser prorrogado, se necessário".  Segundo o documento, "as dificuldades das forças estaduais do Ceará de atenderem sozinhas às demandas decorrentes da ação do crime organizado" justificam o emprego do contingente mobilizado por Brasília. 

A atuação das forças federais "obedecerá ao planejamento definido pela Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp)", comandada pelo General Guilherme Theophilo, que contará com o apoio logístico da Secretaria da Segurança Pública do Ceará. 
TAGS