PUBLICIDADE
Fortaleza
A SEMANA NO O POVO ONLINE

Cobertura sobre ataques no Ceará foram destaques

21:06 | 11/01/2019

Após grande sucessão de ataques em Fortaleza, Região Metropolitana e no interior do Estado, diversas matérias relacionadas à segurança pública estão entre os destaques da semana.


Confira agora o que foi destaque no O POVO Online na semana (4/1 a 11/1)


(Foto: divulgação/Exército)

O vice-presidente da República, general Hamilton Mourão (PRTB), responsabilizou o governador Camilo Santana (PT) pela violência no Estado. A declaração foi para a revista Crusoé e publicada no site O Antagonista.
 
"O problema é do governador, que sempre tratou mal a PM. E pelas informações que recebemos, 40% do efetivo da polícia está de férias agora. Como ele pode deixar isso?", disse Mourão, segundo o site. "Ele quer jogar no colo da gente. É a velha tática do PT", acrescentou o vice-presidente.


(Foto: Marcos Correa/ Presidência da República)

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) comentou a onda de ataques que acontece no Ceará e afirmou que Sérgio Moro foi hábil e rápido ao enviar a Força Nacional para o Estado. Comentário ocorre em meio a onda de violência articulada por facções criminosas que se alastra desde o último dia 2.

"Desde ontem à noite, [estou] conversando com o ministro Sergio Moro e tratando desse assunto. Ele foi muito hábil, muito rápido e eficaz para atender inclusive o Estado cujo governador reeleito tem uma posição radical a nós. E o povo do Ceará precisa nesse momento [de ajuda]", declarou Bolsonaro, referindo-se ao governo de Camilo Santana (PT). Informações são do Uol.


Foto: Aurélio Alves/ O POVO

Começaram as transferências de presos chefes de facções no Ceará para presídios federais. O Governo Federal autorizou abertura de 60 vagas em unidades federais. O POVO apurou que um preso já foi transferido. Outros 19 deveriam ser transferidos até esta segunda-feira, 7. A medida foi autorizada pelo ministro da Justiça, Sergio Moro. Segundo a Agência Estado, a negociação foi feita diretamente entre o governador Camilo Santana (PT) e o ministro. 


(Foto: Mateus Dantas/O POVO)

Por ordem do secretário da Administração Penitenciária do Ceará (SAP) Luís Mauro Albuquerque, todas as unidades penitenciárias do Estado devem passar por um "limpeza" para evitar que os presos fiquem atualizados da atuação da polícia durante o combate às ações criminosas que estão ocorrendo no Ceará. Desde a última quarta-feira, 2, ônibus, prédios públicos e privados estão sendo atacados.


Aparelhos televisores foram retirados da Unidade Prisional Agente Luciano Andrade Lima, conhecida como CPPL1, em Itaitinga. 



Unidade do Pinheiro Supermercado localizada no bairro Pan Americano, em Fortaleza, sofreu tentativa de incêndio por volta das 20h30min deste domingo, 6. Indivíduos tentaram atear fogo e atiraram contra o estabelecimento, mas o efetivo de segurança do local conseguiu frustrar a ação. Os atentados criminosos têm acontecido em todo o Ceará desde o último dia 2. 

Segundo informações, não houve prejuízos nem feridos.  
 
Redação O POVO Online