PUBLICIDADE
Fortaleza
NOTÍCIA

Chuva causa transtornos e invade delegacia em Fortaleza e inunda rua de Jericoacoara

16:09 | 23/12/2018
NULL (Foto: )
NULL (Foto: )
Os 89,6 milímetros (mm) de chuvas que caíram sobre Fortaleza até as 7 horas deste domingo, 23, já foram suficientes para provocar transtornos na Capital. Por volta das 9 horas, ruas do Conjunto Ceará estavam alagadas após o canal que atravessa o bairro transbordar. Delegacia no José Walter também sofreu os efeitos das precipitações. O 8º Distrito Policial ficou inundado devido às goteiras no teto.
 
[FOTO1] 

Em frente ao Centro das Tapioqueiras, no Eusébio, alagamento dificultou o tráfego tanto de carros particulares quando de ônibus. Conforme O POVO Online mostrou, as chuvas também causaram estragos em outras regiões do Estado. A principal rua de Jericoacoara ficou completamente inundada e a correnteza levou fios, bancos, lixo e outros materiais em direção ao mar. 

As precipitações deste domingo foram previstas pela Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme). Para o fim de semana, os meteorologistas indicavam céu aberto no sábado, 22, e nuvens carregadas no dia seguinte, permanecendo assim até a véspera do Natal, esta segunda-feira, 24. 
 
[FOTO2] 
 
O cenário é resultado da maior influência da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT) e do Vórtice Ciclônico de Altos Níveis (VCAN). O primeiro sistema é o principal responsável pelas chuvas durante os meses de maiores precipitações no Ceará, entre fevereiro e maio. A ZCIT e o VCAN são indutores de chuvas, o que explica a nebulosidade neste domingo. 

Conforme a Funceme, 24 municípios registraram chuvas. Fortaleza teve a maior quantidade, seguida de São Gonçalo do Amarante, com 87 mm. Os dados do órgão são computadores durante o período de 24 horas, sempre das 7 horas da manhã de um dia até o mesmo horário do dia seguinte.
 
[VIDEO1]

Confira as maiores chuvas registradas entre sábado e domingo: 

Fortaleza: 89,6 mm
São Gonçalo do Amarante: 87 mm
Pindoretama: 67 mm
Amontada: 64 mm
Eusébio: 50 mm
Acaraú: 46,4 mm
Camocim: 40 mm
 
[VIDEO2] 
 
Chuvas intensas

Na última sexta-feira, 21, a meteorologista da Funceme Meiry Sakamoto esclareceu que as chuvas registradas neste período de pré-estação não indicam se durante a quadra chuvosa haverá precipitações acima da média. "Em 2016, por exemplo, tivemos uma pré-estação com muita chuva e um dos anos mais secos", relembrou.
 
Redação O POVO Online 

TAGS