PUBLICIDADE
Fortaleza
NOTÍCIA

Suspeito de chefiar organização criminosa é preso em Alagoas

O processo será remetido para a Vara das Organizações Criminosas

15:28 | 19/11/2018
NULL
NULL (Foto: )

[FOTO1]A Polícia Civil prendeu Jovilson Coutinho Carvalho, de 55 anos, suspeito de chefiar uma organização criminosa responsável por esquema de sonegação fiscal que era investigado na operação Dissimulare. A ação foi deflagrada em setembro de 2017 e causou prejuízo de R$ 429 milhões aos cofres do estado do Ceará. Após a prisão de Jovilson Coutinho, sobe para 15 o número de presos na operação. O processo será remetido para a Vara das Organizações Criminosas. Ele está em Fortaleza desde sábado, 17, mas a Polícia não informou o local onde o preso segue custodiado.   

As investigaçõess realizadas pela Delegacia dos Crimes Contra a Administração e Finanças Públicas (DCCAFP) resultaram na localização do suspeito. Conforme a Polícia Civil, o homem estava em uma fazenda situada na zona rural de São José da Lage (AL). Diligências foram realizadas e o suspeito, que já possui antecedentes criminais por sonegação fiscal, falsificação, estelionato e lavagem de dinheiro.

Jovilson foi conduzido de volta ao Ceará. Ele é apontado como um dos responsáveis pela organização criminosa, que utilizava uma série de empresas de fachada para adquirir tecidos em outros estados.

Dessa forma, ele não pagava o Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). De acordo com o titular da Delegacia de Crimes Contra a Admininstração e Finanças Públicas, Márcio Gutierrez, ainda segue foragido o Francisco José Timbo Farias.

 

Em outubro de 2017 O POVO noticiou que testemunhas estariam sendo intimidadas por suspeitos  

 

Redação O POVO Online  

TAGS