Padeiro preso em Fortaleza após roubar pet shop diz assaltar comércios "por diversão"; veja vídeoNotícias de Fortaleza
PUBLICIDADE
Notícias


Padeiro preso em Fortaleza após roubar pet shop diz assaltar comércios "por diversão"; veja vídeo

Delegado do 2º Distrito Policial, Carlos Teófilo, afirmou que o homem "não conseguia parar" de assaltar estabelecimentos há seis meses

18:55 | 11/09/2018
NULL
NULL
 [VIDEO1]
Depois de assaltar um pet shop na rua Costa Barros, no bairro Meireles, em Fortaleza, Francisco Roberto da Silva foi detido no dia 4 de setembro, terça-feira. Ele foi preso no local de trabalho, uma padaria do bairro Granja Lisboa, após investigação da Polícia que identificou a placa da moto utilizada nos crimes. O suspeito negou a autoria, mas pouco depois confessou ter um “vício” em assaltos. Francisco relatou no inquérito que roubava “por diversão”. 

A prática começou há seis meses. O padeiro entrava em lojas fingindo ser cliente, passava alguns minutos olhando os produtos e logo depois anunciava o assalto. Nas imagens da câmera de segurança do pet shop é possível ver o momento que Francisco chega e tira o capacete. A vítima, vendedora do local, o atende até o momento que ele mostra o cano da arma que carregava na cintura. Ele levou cerca de R$ 300 da loja e desistiu de roubar um celular Iphone que estava no caixa devido ao rastreador do aparelho, o que poderia entregar sua localização.
 
[FOTO1] 
Além desse crime, Francisco confessou outros três assaltos em Fortaleza e um em Caucaia, na região metropolitana. Entretanto, o delegado titular do 2º Distrito Policial, Carlos Teixeira Teófilo, acredita que possam existir mais vítimas pelo tempo que o suspeito cometia os crimes. “Chamou atenção a tranquilidade dele falando sobre os assaltos. Ele disse que não conseguia parar, que gostava”, relata. Apesar da arma utilizada não ter sido localizada ainda, o homem irá responder por roubo qualificado por uso de arma de fogo. 
 
[SAIBAMAIS]
Ainda não é possível saber quanto dinheiro o suspeito conseguiu com os roubos. Por isso, o delegado pede para que quem identifique Francisco entre em contato com o 2º Distrito Policial para instauração de novos inquéritos. Antes do roubo ao pet shop, o homem não tinha nenhuma passagem pela Polícia. Vizinhos do local de trabalho do suspeito disseram não saber das práticas ilegais de Francisco. Um dos conhecidos foi quem emprestou a moto para o suspeito, sem saber da finalidade.
TAGS