PUBLICIDADE
Fortaleza
NOTÍCIA

Após abaixo-assinado de moradores, Prefeitura muda projeto de Ecoponto

Secretaria Municipal da Conservação e Serviços Públicos (SCSP) recebeu representante da comunidade que solicitou mudança no projeto

Samuel Pimentel
17:40 | 20/09/2018
NULL (Foto: )
NULL (Foto: )
[FOTO1]
Depois de mobilização por meio de abaixo-assinado com mais de 200 assinaturas, a Secretaria Municipal da Conservação e Serviços Públicos (SCSP) resolveu modificar projeto que previa a construção de Ecoponto em espaço adotado por comunidade do bairro Mondubim, em Fortaleza.

Pelo projeto inicial, a instalação do Ecoponto custaria a remoção de árvores plantadas por moradores da comunidade, que revitalizaram o local com meios próprios. Depois de reclamar da situação ao O POVO, foi realizada reunião entre representante da comunidade e da SCSP, em que ficou decidido que o projeto mudaria, atendendo ao desejo dos moradores.

"Eu estava muito chateada (com a derrubada das árvores), mas a Prefeitura atendeu os pedidos; nada como o diálogo. A população está muito satisfeita", conta Ana Marcela Bezerra, 36 anos.

O articulador da SCSP, Valdemberg Lima, revela que o pedido do titular da pasta, João de Aguiar Pupo, foi de atender o desejo dos moradores. A mudança do projeto prevê a diminuição do tamanho do Ecoponto, além da revitalização do passeio, melhoria da iluminação do local, paisagismo, instalação de bancos e reforço da área verde.

"O que fizemos foi atender à demanda da comunidade. O custo será até maior devido a necessidade de nivelamento do espaço de terreno do Ecoponto. Intervenções assim são rápidas já que a estrutura do Ecoponto é muito simples e os moradores poderão usar dos benefícios do equipamento", afirma.

[SAIBAMAIS]
As obras do Ecoponto e do espaço da comunidade já foram retomado sapós profissionais da secretaria irem até o local indicarem as modificações na tarde desta quinta-feira, 20.

O articulador revela que existe projeto de transformar o campinho de futebol ao lado do local em uma miniareninha. Até então, os dois espaços eram mantidos por iniciativa da comunidade, que pagava com meios próprios para que o local permanecece limpo. O Ecoponto deve eliminar ponto de descarte de entulho irregular numa rua próxima ao local, diz o representante da secretaria.
TAGS