PUBLICIDADE
Fortaleza
TJ-CE

Réu será levado a juri popular por participação em "Chacina do Jardim Iracema"

Consumado em 2016, crime pode estar relacionado à rivalidade entre grupos criminosos

10:04 | 16/07/2018
(Foto: Divulgação/ TJCE)
Sob acusação de três homicídios e seis tentativas de assassinato, o réu Victor Pinto dos Santos será levado a júri popular. O caso que ficou conhecido como “Chacina do Jardim Iracema” ocorreu em 8 de abril de 2016. De acordo com a acusação, apesar de não identificar a motivação dos crimes, a rivalidade entre grupos criminosos dos bairros Jardim Iracema e Padre Andrade pode ter relação. 

A defesa do réu negou autoria. Porém, na sentença, o Tribunal de Justiça do Ceará (TJ-CE) considerou que as provas dão conta de que Victor Pinto foi coautor do crime. De acordo com o denúncia, foi “constatada a presença de indícios suficientes a autoria delitiva”. Outro réu, também denunciado como coautor do delito, não será levado a júri popular pela falta de indícios suficientes. 

De acordo com a denúncia do Ministério Público do Ceará (MPCE), no dia dos crimes, as nove pessoas estavam no cruzamento das ruas Rio Tocantins e Altaneira, no Jardim Iracema, onde iriam comemorar um aniversário. O acusado teria se aproximado, na garupa de motocicleta conduzida por pessoa não identificada, disparado contra o grupo e fugido em seguida.

As vítimas Francisco Ernandes dos Santos Nobre, Iago Castelo Branco Paixão da Silva e José Erivan Carvalho Ferreira não resistiram aos ferimentos e morreram. As outras seis pessoas conseguiram sobreviver.

ITALO COSME