PUBLICIDADE
Notícias

Mais dois homens são presos suspeitos de envolvimento em ataques na Grande Fortaleza

SSPDS informou que o policiamento ostensivo continua reforçado em Fortaleza e Região Metropolitana da Capital

12:08 | 29/07/2018
NULL
NULL
[FOTO1]
A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) informou que, neste sábado, 28, foram presos mais dois investigados por envolvimento nas ocorrências registradas contra ônibus e prédios públicos na Grande Fortaleza. No total, já são três presos.
 
Pedro Henrique Mesquita de Sousa, 27 anos, foi localizado em sua residência, no bairro Cristo Redentor. Com passagens pela Polícia por tráfico de drogas, Pedro Henrique estava no regime semi-aberto e, em sua residência, foi apreendida uma arma de fogo calibre 12 de fabricação artesanal. Já o segundo, Oderison dos Anjos Oliveira, 19 anos, é suspeito de envolvimento nos crimes e foi preso quando infringia o perímetro pertimitido pelo uso de tornozeleira eletrônica, no bairro Sapiranga. Oderison já responde criminalmente roubo. 
 
Também nesse sábado, um suspeito de ser um dos articuladores das ocorrências registradas na Capital e Região Metropolitana foi preso. O homem foi identificado como Gean Patrick Aguiar Lima, 19 anos, e tem passagens pela Polícia por porte ilegal de arma de fogo e organização criminosa.
 
[SAIBAMAIS] 
  
Segundo a SSPDS, em outra ação policial, um casal foi encaminhado para o 7° Distrito Policial, sob suspeita de participarem dos atos criminosos. Com eles, foi apreendido um celular e uma motocicleta. Ambos serão encaminhados para perícia. Eles foram liberados, mas continuarão sob investigação. A SSPDS frisa ainda que os trabalhos policiais seguem em curso, com o objetivo de capturar outros suspeitos, que já foram identificados por participarem das ocorrências.
 
O policiamento ostensivo continua reforçado em Fortaleza e Região Metropolitana da Capital, com aumento de composições do Policiamento Ostensivo Geral (POG), da Força Tática (FT) e de equipes especializadas do Batalhão de Polícia de Choque (BPChoque), Batalhão de Policiamento de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (BPRaio) e Batalhão de Policiamento Rodoviário Estadual (BPRE) da Polícia Militar do Ceará (PMCE).
 
A nota também informa que um helicóptero da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas da SSPDS (Ciopaer) dá apoio às ações policiais no combate e prevenção aos crimes. A Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) e o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) investigam a motivação e autoria dos delitos. 
 
As últimas ações criminosas foram registradas, no sábado, 28. As Polícias Civil e Militar estão com diligências em andamento, com o objetivo de capturar os responsáveis da tentativa de incêndio criminoso contra um rabecão da Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce). Conforme apurações, indivíduos arremessaram um coquetel molotov no estacionamento lateral da sede da Pefoce, no bairro Moura Brasil. A Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros Militar foram acionados, e a situação foi rapidamente controlada. Ninguém ficou ferido.
 
Ainda no sábado, duas tentativas de incêndio em ônibus também foram registradas na cidade de Itaitinga e no Centro de Fortaleza. Em ambos os casos, as chamas foram debeladas e não causaram avarias nos equipamentos. Tiros foram disparados contra a Delegacia de Chorozinho, na Região Metropolitana de Fortaleza. Ninguém ficou ferido nas ocorrências.
 
As Forças de Segurança continuam trabalhando, em parceria com a Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor) e com o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Ceará (Sindiônibus), para garantir a circulação normal dos coletivos, embora tenha sido relatado pelas empresas associadas ao Sindiônibus que houve uma redução na frota que circula pela capital neste domingo, 29.
 
Denúncias
A Polícia reforça o pedido de que a população contribua, denunciando criminosos que tenham participado das ocorrências, ligando para o Disque-denúncia da Secretaria da Segurança no número 181. O sigilo é garantido.
 
Confira o local dos ataques:  
[VIDEO1] 
TAGS