PUBLICIDADE
Fortaleza
experimentação de formatos

Alunos de Jornalismo da UFC produzem site de crônicas sobre a Copa do Mundo

"O nosso objetivo é, através de outras plataformas além do papel, trabalhar a desvinculação de textos do gênero opinativo do jornal impresso", explica Robson Braga, orientador do projeto

11:30 | 14/06/2018
Ensaio "De quem é o Futebol?" reflete sobre preconceito contra LGBTs em estádios (Foto: Felipe Mendes)
Estudantes do quinto semestre do curso de Jornalismo da UFC produziram um site multimídia sobre a Copa do Mundo. O produto, chamado "Crônica em Campo", é fruto da nota final da disciplina de Jornalismo Impresso II. O estranhamento é comum: uma cadeira de impresso misturada com vídeos, internet e ensaios fotográficos? 

O orientador do site e professor da disciplina, Robson Braga, explica que é importante trabalhar com os alunos os mais variados suportes. "O nosso objetivo é, por meio de outras plataformas além do papel, trabalhar a desvinculação de textos do gênero opinativo do jornal impresso. A opinião está em muitos suportes", pondera.

Durante o cronograma de atividades, os alunos trabalharam com artigo de opinião, editorial, crítica de arte e, para arrematar o semestre, a crônica. Para o tema, além do desafio de levar para uma plataforma diferente, a Copa do Mundo é o centro de tudo. "Por questões de conjuntura e por ser uma tema que mexe com todo mundo, pensamos na Copa. Tem muito material sobre o mundial, desde o 7x1, que ainda está no nosso imaginário como um trauma, até o casal Brumar (Bruna Marquezine e Neymar) e memórias de gente mais velha", pontua Robson.
 

Guilherme Conrado, 20, é amante do futebol e um dos alunos da cadeira de Jornalismo Impresso II. Ele conta ao O POVO Online que a experiência foi uma surpresa. "A gente tá acostumado com jornal impresso, e foi bem diferente fazer isso. A gente se dividiu em duplas e podíamos escolher qualquer formato pra fazer. Eu fiz uma crônica sobre memória, o nome é "Relapso do êxtase". Existem outros (formatos) bem legais, como os ensaios fotográficos", afirma.

De acordo com o estudante, a oportunidade foi de falar sobre várias coisas que envolvem o futebol. "O futebol não está só nas quatro linhas do campo. Ele está muito mais fora do que dentro. São várias questões culturais, por exemplo, que afetam a vida das pessoas. Foi muito legal ter essa liberdade", declarou.
 
Em destaque no site, o ensaio fotográfico "De quem é o Futebol?", que aborda o preconceito contra a comunidade LGBT em estádios. O mote é a Copa ser na Rússia, país com extremas medidas contrárias à diversidade sexual e com casos constantes de preconceito. O fotógrafo e aluno da disciplina, Felipe Mendes, registrou o ensaio e levou pessoas, em sua maioria LGBTs, ao Estádio Presidente Vargas (PV) para tirar as fotos.

Experimentação

Robson Braga frisa que a Universidade é o local para os estudantes experimentarem. Durante duas semanas, ele deixou os participantes livres para observar o cotidiano e perceber o que seria interessante abordar em suas crônicas. 

"Crônica é isso, é a combinação da leveza do cotidiano com o tom de criticidade, apresentação do ponto de vista. O cronista tem essa estratégia de criticar por meio de uma ironia, um diálogo entre dois personagens", explica.

O tempo para o curso de Jornalismo é de mudança, segundo o professor. Além do caráter de experimentação que este site multimídia de crônicas tem, há também transformações no Projeto Pedagógico e na Grade Curricular do Curso. "No novo projeto para essa disciplina, ela vai deixar de existir com esse nome e passa ser chamada de 'Jornalismo de Opinião', abordando vários formatos e suportes, como começamos a fazer", pontua. 

A aprovação da reforma curricular do curso na UFC está em processo de finalização e poderá ser implantanda daqui em até dois anos.

MATHEUS FACUNDO