PUBLICIDADE
Notícias

Estudantes do curso de Gastronomia da UFC protestam contra falta de estrutura

21:28 | 14/05/2018
NULL
NULL
[FOTO1] 
Alunos do curso de Gastronomia da Universidade Federal do Ceará (UFC) realizaram ato no jardim da Reitoria, no Benfica, nesta segunda-feira, 14. Eles protestaram contra a falta de infraestrutura do departamento. Em movimento de greve desde o último dia 26 de abril, os estudantes alegam não terem cozinhas para as aulas práticas. 

“Sempre ficamos provisoriamente em outras cozinhas. Já fomos para a da Economia Doméstica, já tivemos uma cozinha construída provisoriamente. Nesta última, teve até aluno que desmaiou. Ela tinha muitos erros técnicos, não tinha ventilação, nem acessibilidade”, criticou representante dos alunos, que pediu para não ser identificado. 

Na manifestação desta segunda-feira, 14, os estudantes fizeram almoço na sede da UFC. “A nossa cozinha está visualmente na fase final, mas queremos saber quando vão terminá-la. Era para terem terminado em 2010, e, até agora, nada. Não temos como ter um curso prático. É perda de verba federal e de material, alguns foram furtados, outros estão impossibilitados de uso”, lamentou o manifestante. Segundo ele, a greve não tem prazo para ser encerrada. 
 
UFC
 
Em nota, a UFC informou que as providências para o término das obras dos laboratórios de cozinha já foram tomadas pela Superintendência de Infraestrutura e Gestão Ambiental (UFC-Infra) da Universidade. Segundo o diretor do Instituto de Cultura e Arte (ICA) e professor do Curso de Gastronomia, Sandro Thomaz Gouveia, durante os oito anos de existência do curso na Universidade, os alunos não ficaram sem aulas práticas. Para isso, foram utilizados os laboratórios do Curso de Economia Doméstica da UFC.

O professor Ademar Gondim, titular da UFC-Infra, acrescentou que as obras do bloco onde ficarão os laboratórios de cozinha do curso estão em andamento, e arquitetos da unidade, com professores da área de Gastronomia, estão desenvolvendo o projeto com todas as adequações necessárias.
 
O titular da UFC-Infra informou ainda que, desde o dia 4 de maio, ocorrem reuniões com a direção do ICA e a coordenação do curso para debater tais adequações. De acrodo com ele, nesta segunda-feira, professores, coordenadores e representantes estudantis se encontraram e debateram uma agenda de reuniões. Novo encontro deve ocorrer nesta terça-feira, 15.

Os dois professores comentaram que os cortes orçamentários sofridos pelas universidades públicas do País influenciaram o atraso das obras.  
TAGS