PUBLICIDADE
Notícias

99 POP usa ferramenta para tentar prever assaltos e prevenir ocorrências

O porta-voz da empresa diz que nas últimas três semanas, quando a ideia foi testada em sete cidades, o número de roubos e assaltos reduziu em 43%

13:30 | 07/05/2018
NULL
NULL
A empresa de serviços de transporte privado, 99 POP, expandiu para todo o País funcionalidade para evitar incidentes de segurança, a exemplo de roubos e assaltos. Para isso, o aplicativo pedirá para que os clientes informem CPF ou cartão de crédito antes da primeira corrida. Somado a isso, mediante inteligência artificial, o aplicativo irá monitorar corridas em tempo real, os usuários e bloquear chamadas perigosas. 
 
[FOTO1] 
 
Em entrevista ao O POVO Online, o porta-voz de segurança do aplicativo, Raul Montenegro, disse que a tecnologia prevê estes incidentes a partir de verificação do padrão de comportamento utilizado pelo criminosos. Entre as variáveis para esta conclusão, entra "o modo de pagamento, o tempo no aplicativo, a localização da chamada e o horário do dia também", diz Montenegro.
 
[SAIBAMAIS] 
 
Caso o padrão da chamada seja associada a insegurança, "a gente bloqueia a chamada ou pede informações adicionais". O porta-voz diz que nas últimas três semanas, quando a ideia foi testada em sete cidades - São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador, Fortaleza, Belo Horizonte, Porto Alegre e Santos -, o número de roubos e assaltos reduziu em 43%.

Questionado pelo O POVO Online se a novidade não poderia cair em equívocos e, por consequência, classificar indivíduos não criminosos como suspeitos, Montenegro descartou a possibilidade, visto que "a inteligência artificial é bastante inteligente para deixar um indivíduo normal ser bloqueado". Ele afirmou ainda que não pode informar todos os critérios para que o aplicativo conclua se o cliente é ou não criminoso, uma vez que estaria repassando a fórmula da segurança da empresa e facilitando práticas de burlamento. 

"O táxi em São Paulo sempre ficou no centro da cidade. A partir do momento que a gente colocou o POP nas áreas periféricas, essas pessoas passaram a usar o aplicativo. Como a 99 fez isso, democratizamos o acesso ao transporte. Essas pessoas passaram a ter mais aceso ao transporte por causa de app como o 99. No eixo Rio-São Paulo, 20% das corridas terminam ou começam em terminais de ônibus ou estação metrô".

Além disso, a implantação da inteligência artificial, diz Montenegro, visa trazer mais motoristas para o aplicativo. Segundo ele, a marca é genuinamente preocupada com a segurança. 
TAGS