PUBLICIDADE
Notícias

Moradores de conjunto habitacional sofrem com falta de água há três semanas

Projeto do Estado em parceria com o Governo Federal custou mais de R$ 200 milhões

20:25 | 27/04/2018
NULL
NULL
[FOTO1] 
Os moradores do Residencial José Euclides Ferreira Gomes, localizado no bairro Ancuri, reclamam de problemas no abastecimento de água dos apartamentos. Desde 9 de abril, os residentes afirmam que a água não chega às casas que ficam nos terceiros e quartos andares de todos os blocos do condomínio. O projeto do Estado, em parceria com o Governo Federal, custou cerca de R$ 206,4 milhões. As famílias beneficiadas pelo conjunto habitacional são advindas de áreas de risco de Fortaleza e Região Metropolitana. 

“Estamos em uma situação inviável. Subo quatro andares com baldes cheios de água, às vezes mais de uma vez por dia”, relata Carlos Augusto Melo da Silva, morador do residencial desde janeiro deste ano. A última etapa do conjunto foi entregue em março, mas de acordo com Carlos, até os apartamentos mais novos estão sofrendo com o problema. O morador contou que as famílias contataram a Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) para a resolução do problema, mas foram informadas que a responsabilidade seria da construtora Direcional, que realizou a obra. Sem soluções, os moradores buscaram até o órgão de proteção do consumidor Procon.

Questionada pelo O POVO Online, a construtora Direcional afirmou que ocorreu um rompimento na rede de água que abastece o condomínio e o entorno do local, causando vazamentos. Entretanto, na nota da assessoria de comunicação consta que o problema começou em 19 de abril, e não dez dias antes como os moradores relatam. A empresa informou que o defeito na rede de abastecimento foi consertado na manhã dessa quarta-feira, 25.

A Cagece também afirmou que equipes estariam na quarta pela manhã no local para cuidar da manutenção da rede de água. Além disso, foi realizada aferição na pressão da água para detectar possíveis problemas de distribuição. De acordo com Carlos, a situação havia começado a se normalizar na sua casa às 12 horas dessa quarta, após mais de 15 dias sem água.
 
Redação O POVO Online 
TAGS