PUBLICIDADE
Notícias

Moradores usaram ferramenta do Facebook para informar que estavam a salvo após nova chacina

Trata-se do Safety Check, que geralmente é usado em desastres naturais, acidentes graves e ataques terroristas

22:08 | 11/03/2018
NULL
NULL

[FOTO1]

Para se ter uma dimensão da gravidade do que aconteceu no fim da noite da última sexta-feira, 9, quando sete pessoas foram assassinadas na região do bairro Benfica, alguns moradores da Capital usaram uma ferramenta do Facebook para informar a seus seguidores que estavam a salvo. Trata-se do Safety Check, que geralmente é utilizado em desastres naturais, acidentes graves e ataques terroristas.

 

Ele funciona da seguinte maneira: caso a pessoa esteja em um local de perigo, por exemplo, o Facebook perguntará em seu perfil se ela está bem. Se positivo, seus contatos serão avisados de que não há riscos. A inspiração para a criação do Safety Check veio do tsunami que devastou várias cidades japonesas em 2011.

O massacre no Benfica começou em uma Praça da Gentilândia lotada, como em todas as noites de sexta-feira, e espalhou rastros de sangue também pela rua Joaquim Magalhães, chegando até à Vila Demétrios, reduto de uma das maiores torcidas organizadas da Capital, a Torcida Uniformizada do Fortaleza (TUF).

Em três meses, esta foi a quarta matança registrada no Ceará, e a mais próxima ao Centro da Capital. Também foi a primeira com ações simultâneas em vários locais. Uma pessoa acusada foi detida até agora.

 

Redação O POVO Online

TAGS