PUBLICIDADE
Notícias

Mais da metade das praias de Fortaleza estão impróprias para banho

16 dos 31 pontos são considerados desfavoráveis para o banho de mar. Zona leste, porém, é recomendada

21:00 | 23/02/2018
NULL
NULL
Das 31 praias de Fortaleza monitoradas pela Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace), 16 estão impróprias para banho. A zona leste do litoral da Capital segue com a melhor condição, com oito dos onze trechos próprios. As informações são do boletim semanal de balneabilidade divulgado pela Semace. 
 
[FOTO1] 
Do Caça e Pesca ao Farol, as únicas exceções são os dois trechos compreendidos entre a rua Ismael Pordeus e o Farol, e a faixa de praia localizada entre o Posto 6 dos Bombeiros e a Praça da Paz (antiga 31 de Março). As demais são impróprias.
 
[SAIBAMAIS] 
 
Na zona central, cinco das dez praias analisadas estão próprias. As exceções são os três trechos localizados entre a Praia dos Botes e a foz do riacho Maceió, e as duas faixas de praia entre a Volta da Jurema e a rua José Vilar. 
 
Na zona oeste, da avenida Alberto Nepomuceno à Barra do Ceará, apenas um dos nove trechos observados está próprio para o banhista, entre a avenida Philomeno Gomes e a rua Padre Mororó. Já no trecho entre a rua Francisco Calaça e a avenida Pasteur, a coleta da água deixou de ser realizada.
 
Condições
Uma praia é considerada imprópria quando não são atendidos os critérios estabelecidos para águas: o valor obtido na amostragem for superior a 2.500 coliformes termotolerantes por 100 ml da amostra, ou quando existirem ocorrências que possam ocasionar risco à saúde do banhista, tais como, presença de resíduos sólidos ou animais no entorno da área de banho.
 
O boletim lembra ainda que banhistas devem evitar tomar banho de mar após a ocorrência de chuvas de maior intensidade, que alteram a qualidade das águas das praias ao carregar grande quantidade de esgotos, lixo e outros detritos através de galerias de águas pluviais, córregos e canais de drenagem.
 
Confira a lista completa dos pontos balneáveis:
I 01L – Caça e Pesca
I 02L – Posto 2 – Entre os Postos dos Bombeiros 07 e 08
I 03L – Posto 3 – Entre os Postos dos Bombeiros 06 e 07
P 05L – Posto 5 – Entre a Praça 31 de Março até Posto dos Bombeiros 04
P 06L – Posto 6 – Entre os Postos dos Bombeiros 03 e 04
P 07L – Posto 7 – Entre os Postos dos Bombeiros 02 e 03
I 08L – Posto 8 – Entre os Postos dos Bombeiros 01 e 02
I 09L – Posto 9 – Entre a rua Ismael Pordeus até Posto dos Bombeiros 01
P 15C – Posto 15 – Entre a Volta da Jurema até foz do Riacho Maceió
I 18C – Posto 18 – Entre Espigão da Rui Barbosa até a rua José Vilar e o Espigão
P 19C – Posto 19 – Entre os Espigões da rua João Cordeiro e Av. Rui Barbosa
I 20C – Posto 20 – Entre o Aquário até o Espigão da rua João Cordeiro
P 21C – Posto 21 – Entre o INACE (Ind. Naval do Ceará) até o Aquário
P 23O – Posto 23 – Entre a Av. Philomeno Gomes até a Rua Padre Mororó
 
São pontos não recomendados para banho:
P 04L – Posto 4 – Entre o Posto dos Bombeiros 06 até a Praça 31 de Março
I 10L – Posto 10 – Entre o Farol até a rua Ismael Pordeus
I 11L – Posto 11 – Farol
I 12C – Posto 12 – entre a Praia dos Botes e o Farol
I 13C – Posto 13 – Entre o Monumento do Jangadeiro até a Praia dos Botes
I 14C – Posto 14 – Entre a foz do Riacho Maceió e o Monumento dos Jangadeiros
P 16C – Posto 16 – Entre o Espigão da Desembargador Moreira até a Volta da Jurema
P 17C – Posto 17 – Entre a rua José Vilar e o Espigão da Desembargador Moreira
P 22O – Posto 22 – Entre a Rua Padre Mororó até a Av. Alberto Nepomuceno
I 24O – Posto 24 – Entre a Rua Jacinto Matos até a Av. Philomeno Gomes
I 25O – Posto 25 – Entre a Av. Pasteur até a Rua Jacinto Matos
I 27O – Posto 27 – Entre a Rua Seis Companheiros até a Rua Francisco Calaça
I 28O – Posto 28 – Entre a Rua Lagoa do Abaeté até a Rua Seis Companheiros
I 29O – Posto 29 – Entre a Rua das Goiabeiras até a Rua Lagoa do Abaeté
I 30O – Posto 30 – Entre a foz do Rio Ceará até a Rua das Goiabeiras
I 31O – Posto 31 – Barra do Ceará

Não houve análise no Posto 26 – Entre a Rua Francisco Calaça até a Av. Pasteur
 
Redação O POVO Online 
TAGS