PUBLICIDADE
Notícias

Após um ano de investigações, suspeito de matar dono de estacionamento é preso

De acordo com a delegada responsável pelo caso, o motivo do crime ainda está em sigilo

15:29 | 08/02/2018
NULL
NULL

[FOTO1]

No período de Carnaval do ano passado, José Pereira de Souza, 51, foi sequestrado e morto por um grupo de homens. A vítima, conhecida por Magalhães, mantinha um estacionamento no Centro da Cidade. Após quase um ano do crime, a polícia prendeu três homens supostamente envolvidos no caso. Segundo investigações, a polícia confirmou que teve participação direta no sequestro e no assassinato do empresário somente um dos presos. O crime aconteceu em 23 de fevereiro de 2017.

Francisco Daniel Coelho dos Santos, 23, é conhecido como Êre e foi preso ontem, 7, dentro de casa no bairro Pedras. A identificação do suspeito foi facilitada devido a uma deficiência que ele possui no braço. A lesão aconteceu durante uma troca de tiros com a polícia. Por meio da Operação Seahlagam (Magalhães ao contrário), a polícia rastreou o celular da vítima, que foi vendido logo após o crime, até descobrir a primeira pessoa que o manuseou no dia do sequestro. Daniel já respondia por tráfico de drogas e roubo.

De acordo com a delegada responsável pelo caso, Patrícia Aragão, o motivo do crime ainda está em sigilo. As investigações continuam a cargo do 34º Distrito Policial e devem prosseguir para encontrar novos suspeitos. A delegada conta também que a Polícia Rodoviária Federal (PRF) auxiliou a solução do caso com as imagens de fotossensores que mostram o carro utilizado no crime. O carro, uma Hilux de modelo 2008, recebeu uma multa por alta velocidade na BR 116 no dia do sequestro. No entanto, a placa do veículo era do ano de 2012, comprovando uma clonagem.

 

Redação O POVO Online

TAGS